Uma festa com grandes atrações musicais, alegria e muita animação para encerrar a festa em louvor a Senhor do Bonfim, padroeiro do distrito de Água Fria. Assim será o Água Fria Fest 2020, que acontecerá nos dias 08 e 09 de fevereiro e vai contar com atrações como Kevi Jonny, Lordão, Tony Canabrava, Quarto Light e Bonde do Véi. O Água Fria Fest também faz parte das comemorações alusivas aos 288 anos de emancipação política de Itacaré.

De acordo com a programação, a festa começa no sábado, dia 08, com a apresentação das bandas Quarto Light, Tony Canabrava e Bonde do Véi. No domingo o Água Fria Fest terá como atrações a Banda Lordão e Kevin Jonny, um dos grandes sucessos do momento.

O objetivo da festa, segundo informou o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, é manter a tradição do distrito de Água Fria, além de garantir a oportunidade de mais lazer e entretenimento para os moradores da região rural, da sede e também para os turistas. O evento também é uma oportunidade de realização de negócios, movimentando a economia do distrito. E para garantir mais segurança na festa, a Prefeitura de Itacaré conta com o apoio da Polícia Militar e da equipe de fiscalização que estarão adotando um esquema especial de atendimento ao cidadão durante todo o Água Fria Fest 2020.


Itacaré está realizando um das maiores, mais animadas e tranquilas festas de virada do ano de todos os tempos. Tudo isso contando com o clima de paz e segurança que já toma conta da cidade, além da animação de grandes atrações nacionais e internacionais, a festa do réveillon popular em praça pública, na Praia da Coroinha, orla da cidade, e dos eventos privados, com festas para todos os ritmos, estilos musicais e faixas etárias. Toda essa alegria, paz e segurança estarão unidas às paisagens naturais, as mais belas praias e cachoeiras, a gastronomia e a gente acolhedora que faz de Itacaré um verdadeiro destino completo.

No palco do Réveillon Popular da Praia da Coroinha estarão de apresentando as bandas Parangolé, Adão Negro e Bonde do Andrezão. A realização é da Prefeitura de Itacaré, com o apoio do Governo da Bahia e Câmara de Vereadores. O evento acontecerá na virada do ano, de 31 de dezembro a 1º de janeiro, a partir das 22 horas, e vai contara inda com o show pirotécnico e DJs.

E para garantir o clima de paz, a Polícia Militar já está realizando um trabalho de intensificação da segurança durante toda a temporada de verão, possibilitado muito mais tranquilidade para os itacareenses e turistas. E o trabalho de reforço da segurança já começou com ações estratégicas desenvolvidas pela 72ª Companhia Independente da Polícia Militar. E em parceria com a Prefeitura de Itacaré, a Coelba e Embasa realizou trabalhos de reestruturação de toda a rede elétrica e de abastecimento de água.


A comunidade do Cajueiro, na zona rural de Itacaré, estará realizando nos dias 28 e 29 de dezembro o Cajueiro Fest como parte do encerramento dos festejos em louvor a Nossa Senhora da Conceição, padroeira da localidade. A festa contará com uma programação religiosa e também shows com artistas regionais, a exemplo de Sinho Ferrari, JP no Capricho, Kuarto Light, Banda Amassa e Luciano Cruz. A realização e da Prefeitura de Itacaré, com o apoio do vereador Milton Ramos.

De acordo com a programação, no dia 28 de dezembro se apresentarão no palco do Cajueiro Fest as Bandas Kuarto Light, JP no Capricho e A Massa. Já no dia 29 será a vez de Luciano Cruz e Sinho Ferrari. A festa de Nossa Senhora da Conceição vai contar ainda com tríduo, missa e bênção do Santíssimo Sacramento.

De acordo com o prefeito de Itacaré, o objetivo é fazer uma grande festa para as comemorações religiosas, que já virou uma tradição do local, e ao mesmo tempo levar alegria, lazer e entretenimento para a comunidade do local e adjacências.


Prometendo uma grande festa, foi divulgado nesta segunda-feira (24), a grade completa de atrações da festa gratuita do Réveillon 2019/2020 na Orla, promovida pela Prefeitura de Itacaré, com o apoio do Governo da Bahia e Câmara de Vereadores.

 

A banda Adão Negro, um dos maiores nomes do reggae no Brasil, é uma das atrações também confirmadas para o Réveillon 2019/2020 promovido pela Prefeitura de Itacaré, com o apoio do Governo da Bahia e Câmara de Vereadores. O evento acontecerá na virada do ano, de 31 de dezembro a 1º de janeiro, a partir das 22 horas, na Praia da Coroinha, orla da cidade, aberto ao público. A festa vai contar também com a banda Parangolé e a banda local Bonde do Andrezão. Tudo isso sem contar com o show pirotécnico na virada do ano.

De acordo com o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, o objetivo é de realizar uma grande festa para os itacareenses e turistas, atraindo um grande público, consolidando cada vez o destino turístico completo e movimentando a economia do município. Paralela à festa de réveillon, a Prefeitura de Itacaré também estará realizando um conjunto de ações para receber o grande público não somente na festa de fim de ano, mas também durante toda a alta estação.

O trabalho contempla a melhoria das ruas e manutenção das praias, intensificação do serviço de limpeza, melhoria do trânsito, novos equipamentos para o corpo de Salva-Vidas e manutenção das praças e jardins. E junto com a Coelba e Embasa também está sendo feita a reestruturação de toda a rede elétrica e de abastecimento de água. Já a Polícia Militar está garantindo um trabalho de intensificação da segurança durante toda a temporada, possibilitado muito mais segurança para os itacareenses e turistas.

ADÃO NEGRO – A banda Adão Negro foi fundada em meados do ano de 1996. Dois anos mais tarde, gravou seu primeiro disco, Adão Negro, o qual seria lançado somente em 2000. Impulsionado pela força da pirataria, o grupo começou a tornar-se conhecido nas grandes capitais do país, devido ao registro do show que reuniu 25 mil pessoas no Costa Verde, clube localizado na orla de Salvador, resultando no disco pirata da banda mais divulgado no país, chamado “Adão Negro no Costa Verde”


Durante sete dias, de 4 a 10 de novembro próximo, a oitava edição do Festival de Dança Itacaré oferece uma ampla programação, com espetáculos e oficinas gratuitas para variados públicos. As atividades de Ilhéus acontecem na Tenda Teatro Popular, Academia de Letras e Arrisca Cia de Dança. Em Itacaré, serão realizadas no Centro Cultural Porto de Trás, Estúdio Armondes, Casa Fluir, Passarela da Vila, Praia do Resende.

O Festival de Dança Itacaré tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia, apoio institucional da Casa Ver Arte, parceira da Funarte e realização Comunidade Tia Marita. Conta também com apoio de empresas, imprensa e parceiros institucionais locais. Maiores informações podem ser obtidas pelo e-mail [email protected]

Em 2019, o festival recebeu 101 inscrições de vários lugares do país – Bahia, São Paulo, Ceará, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Maranhão, Piauí, Pernambuco, Paraná, Alagoas, Amazonas, Goiás e Rio Grande do Norte. Todos os trabalhos com alto nível técnico e de criatividade. A cada ano, o projeto se consolida como um dos mais importantes encontros de fomento e integração da dança contemporânea brasileira.

PROGRAMAÇÃO

04 e 05/11

Oficina “Crítica-Etc e Outras Possibilidade de Ler/Ver uma Obra” – Carlinhos Santos (Caxias do Sul/RS). Academia de Letras de Ilhéus – – 09h às 13 h

Oficina “Danças Populares, Brinquedo de Gente Grande: Culturas Populares, Indígenas e Afro-brasileiras nos caminhos da Dança – Educação” – Denny Neves (Salvador/BA). Arrisca Cia de Dança – 14h às 18h

Vídeo-dança “Orixá Cafuzo e Outras Divind/A\Des” – Cia. Balé Baião (Itapioca/CE). Tenda Teatro Popular de Ilhéus  – 16h às 18h30

04/11  

Espetáculo “Mistura Fina”  Augusto Soledade Brazzdance (Salvador/BA). Tenda Teatro Popular de Ilhéus – 19h

Espetáculo “Gente de Lá” – Wellington Gadelha/Plataforma Afrontamento (Fortaleza/CE). Tenda Teatro Popular de Ilhéus – 20h

05/11

Espetáculo “Coisa é Tudo!” – Hibridus Dança (Ipatinga/MG). Tenda Teatro Popular de Ilhéus – 19h

Espetáculo “Líquidxs” – Coletiva Rachas (Ilhéus/BA). Tenda Teatro Popular de Ilhéus – 20h

 06 e 07/11

Oficina “Comunicação em Dança Contemporânea com Luiz De Abreu: Práticas e Experiências Profissionais”. Casa Fluir – 09h às 13h

06 a 10/11

Vídeo-dança “Orixá Cafuzo e Outras Divind/A\Des” – Cia. Balé Baião (Itapioca/CE). Centro Cultural Porto de Trás -16h às 18h30

06/11

Espetáculo “Ajeum” – Dijalma Moura (SãoPaulo/SP). Centro Cultural Porto de Trás – 19h

Espetáculo “Gente de Lá” – Wellington Gadelha/Plataforma Afrontamento (Fortaleza/CE). Centro Cultural Porto de Trás – 20h

07 a 09/11

Oficina “Danças Populares, Brinquedo de Gente Grande: Cultuas Populares, Indígenas e Afro-brasileiras nos caminhos da Dança – Educação” – Denny Neves (Salvador/BA). Quadra da Pituba – 08h às 12h

07/11

Palestra dançada “Reinvenção do Corpo Ancestral na Cena Contemporânea” – Gerson Moreno (Itapioca/CE). Estúdio Armondes – 15h às 17h

Espetáculo “Coisa é Tudo!” – Hibridus Dança (Ipatinga/MG). Centro Cultural Porto de Trás – 19h

Espetáculo “A Coreógrafa” – Clarissa Sacchelli (São Paulo/SP). Centro Cultural Porto de Trás – 20h

08 e 09/11 

Oficina “Fala-Corpo: O que quer e o que Pode essa tal Dramaturgia? –  Thereza Rocha. Estúdio Armondes – 14h30 às 17h30

 08/11

Oficina Afro-Fusão – Augusto Soledade (Salvador/BA). Praia do Resende –

10h às 12h

Espetáculo “Aramimo” – CCP – Cia. do Curso Profissional da Escola de Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Salvador/BA). Centro Cultural Porto de Trás – 19h

Espetáculo “Apoena – Aquele que Vê Longe” – Francis Baiardi (Manaus/AM). Centro Cultural Porto de Trás – 20h

Espetáculo “Variação para Seis Temas” – Ricardo Alvarenga (Uberlândia/MG). Centro Cultural Porto de Trás – 20h40

09/11

Palestra “O Que é Dança Contemporânea?: Uma Aprendizagem e um Livro de Prazeres” – Thereza Rocha. Estúdio Armondes – 16h às 18h

Espetáculo “Sabe de Nada Inocente” – CCP – Cia. do Curso Profissional da Escola de Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Salvador/BA). Passarela da Vila – 17h30

Espetáculo “Vamos Pra Costa?” – Núcleo da Tribo (Itacaré/BA). Centro Cultural Porto de Trás – 19h

Espetáculo “Kilezuuummmm” – Edu O., João Rafael Neto e Thiago Cohen (Salvador/BA). Centro Cultural Porto de Trás – 20h

10/11

Espetáculo “Estio”- Nii Colaboratório (Salvador/BA). Centro Cultural Porto de Trás – 19h

Espetáculo “Bola de Fogo” – Fábio Osório Monteiro (Salvador/BA). Centro Cultural Porto de Trás – 19h


Dançarinos do Núcleo da Tribo, de Itacaré, apresentam o espetáculo “Vamos pra Costa”, no próximo dia 24, 19 horas, no Teatro Martim Gonçalves, em Salvador. O evento acontece de 22 a 27 de outubro, com espetáculos e oficinas. O projeto se propõe a estimular o desenvolvimento do setor cultural através de formação, reflexão e criação.

“Vamos pra Costa” realça a hierarquia, visibilidade, temporalidade e especificidade de cada corpo em executar uma determinada, quando três pescadores descrevem suas funções na pescaria artesanal que acontece no litoral baiano, na cidade de Itacaré. A partir das suas experiências, a cena vira um espaço múltiplo de trocas entre os três pescadores-dançarinos e o público, que é inserido num universo onde alimento, encontros, vivência e sobrevivência convivem simultaneamente, mas não harmonicamente. Afinal, sem peixes não tem canoa na arrebentação, não tem rede bem costurada, não tem piageiros, não tem histórias.

O Núcleo da Tribo desenvolve, há 15 anos, um trabalho sócio cultural na comunidade do Porto de Trás e é composto pelos pescadores-dançarinos Aristides Xixito, Miquiba Cruz e Valmilson Pericles Nascimento. Em 2008, o grupo começou estudos ligados ao diálogo com a dança contemporânea, através de espetáculos e intervenções urbanas. Essas pesquisas tiveram início exatamente com Verusya Correia, Mestre do Programa de Pós-Graduação em Dança da UFBA. O encontro foi fundamental para o estágio em que o Núcleo se encontra hoje, fazendo a investigação da coreógrafa sobre dança e corpo como campo de ativismo político ascender à cena.

Texto: Vera Rabelo


A boa música vai invadir Itacaré, além de atrações como Armandinho Macedo e Adaury Mothé Trio, nomes de destaques locais e regionais também estarão na programação. Ronara Criola, Banda Quente, Laís Marques, Marcos Abaga e Pecados Capitais se apresentam na cidade turística da Costa do Cacau, nos dias 15 e 16 novembro, na primeira edição do Festival Boa Música.

Armandinho, que comemora 50 anos de carreira, estará a acompanhado do teclado de Yacoce Simões e a percussão de Emanuel Stanchi no primeiro dia do evento. Com jeito único de interpretar os clássicos do chorinho com seu bandolim, o artista viaja pelo mundo divulgando sua Guitarra Baiana.