Quem deseja ingressar no ensino superior através do Programa Universidade para Todos (Prouni) terá ainda mais chances este ano. Com 214.110 bolsas ofertadas para estudantes de todo o país, o programa registra o maior número desde sua criação, em 2004. As inscrições para o processo seletivo começam à meia noite da próxima terça-feira (31) e encerram às 23h59 (horário de Brasília) do dia 3 de fevereiro. Na Bahia, são 13.049 bolsas, sendo 5.483 integrais e 7.566 parciais.

Em Salvador, há oferta de vagas em 126 cursos em 33 instituições. No curso de medicina, por exemplo, há 17 vagas para estudantes cotistas e cinco vagas em ampla concorrência na Universidade Salvador (Unifacs). Na Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC) há mais duas vagas em ampla concorrência e sete para cotistas. Em Direito, há oferta em 13 instituições na capital. A que mais oferece vagas é Universidade Católica do Salvador (Ucsal), com 29 bolsas para cotistas e 9 para ampla concorrência.

Já em Engenharia Civil, o número de bolsas ofertadas é maior. Somente na Área 1 – Faculdade de Ciência e Tecnologia, são 40 vagas para ampla concorrência no turno matutino e mais 30 no noturno, também para ampla concorrência. Os estudantes já podem fazer a pesquisa de vagas através do site www.prounialuno.mec.gov.br//consulta/publica

Do total de bolsas no país, 103.719 são integrais e 110.391 parciais – nas quais o governo federal assume 50% da mensalidade. Assim como no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para ter acesso ao site do programa, o candidato deve informar o número de inscrição e a senha usados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016. É possível escolher até duas opções de curso, selecionando a ordem de preferência. As inscrições serão feitas exclusivamente pela internet através do site www.siteprouni.mec.gov.br

Requisitos

Podem concorrer às bolsas os estudantes que ainda não têm diploma de curso superior e que tenham alcançado pelo menos 450 pontos na média global do Enem e não tenham zerado a redação. É preciso ter cursado o ensino médio em escola pública ou, na condição de bolsista integral, na rede particular. Também é necessário comprovar renda familiar de até um salário mínimo e meio para ter direito à bolsa integral e de até três salários mínimos para a parcial. Podem participar ainda as pessoas com deficiências e professores do magistério da rede pública que integrem o quadro permanente da instituição de ensino e desejem fazer cursos de licenciatura. Nesse último caso, não há requisitos de renda.

O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 6 de fevereiro. O prazo para comprovação das informações fornecidas nesta chamada será do dia 6 até o dia 13 de fevereiro. No dia 20 de fevereiro, é a vez do resultado da segunda chamada. A comprovação dos dados desta chamada acontecerá entre os dias 20 e 24 de fevereiro. O prazo para participar da lista de espera é entre os dias 7 e 8 de março. O comparecimento dos candidatos para a entrega da documentação acontece nos dias 13 e 14 de março.

Bolsas

No ano passado, foram ofertadas 203.602 bolsas, 10.508 a menos que este ano. O Prouni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação em instituições privadas de educação superior. Desde sua criação, o programa já atendeu mais de 1,9 milhão de estudantes no país.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, destacou que o aumento de vagas no ProUni é a ampliação de oportunidades para os estudantes conquistarem bolsas de ingresso na educação superior. “Todas as políticas públicas colocadas à disposição dos jovens brasileiros, em especial na área da educação superior, estão preservadas e ampliadas”, afirmou. (Correio 24hrs)


O Ministério da Educação (MEC) afirmou que o prazo de inscrição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) está mantido apesar dos problemas de acesso para alguns candidatos. De acordo com nota divulgada pelo ministério na tarde desta quarta-feira (25), a edição do primeiro semestre do Sisu será encerrada às 23h59 de sexta-feira (27). Estudantes temem que a falha prejudique a participação na disputa por vagas em universidades públicas. O total de afetados não foi divulgado. Em nota, o ministério afirmou que as “inconsistências no sistema” disponível no site http://sisu.mec.gov.br/ estão “sendo sanadas” e que “a previsão é que até o fim do dia o sistema volte à normalidade”.


Começa nesta terça-feira, 24, a matrícula de alunos na rede estadual de ensino. O calendário segue até o próximo dia 31, com cada dia direcionado a um público específico.Nesta terça, a matrícula é para alunos que mudarão de escola (por não haver a série para a qual passaram na unidade em que estudaram), para os que não renovaram a matrícula no período determinado ou mudaram de domicílio.Na quarta, 25, e quinta, 26, serão os concluintes das séries iniciais e finais do ensino fundamental, oriundos de escolas municipais que não oferecem a série subsequente. Novos alunos do ensino fundamental farão matrícula nesta sexta-feira. Os do ensino médio, nos dias 30 e 31, presencialmente, em qualquer unidade da rede.É necessário apresentar original do histórico escolar ou atestado de escolaridade (a ser trocado pelo histórico em até 30 dias); original e cópia da certidão de registro civil ou RG; original e cópia do CPF; original e cópia de comprovante de residência recente; e código do Setps (do Salvador Card) para alunos da capital.


Os estudantes que fizeram a prova do Exame Nacional do Ensino Médio em 2016 já podem conferir seu desempenho no portal do Ministério da Educação (acesse aqui). As notas das provas de Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Linguagens, Matemática e da Redação foram liberadas na manhã desta quarta-feira (18). As notas poderão ser utilizadas para disputa de vagas no ensino superior pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), cujas datas para inscrição deverão ser divulgadas ainda nesta quarta. Em seguida ao Sisu, o MEC abrirá inscrições para o processo seletivo do Programa Universidade para Todos (ProUni), com bolsas de estudo na rede privada, a partir do desempenho do candidato no Enem e da sua situação socioeconômica. Com a nota do exame também é possível participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), e não há data para abertura de inscrições.


A Universidade Federal da Bahia (UFBA) vai oferecer dez cursos de pós-graduação lato sensu nas áreas de Direito, Educação, Saúde, Tecnologia e Administração na modalidade de Educação à Distância (EAD), neste primeiro semestre de 2017. Serão 1.980 vagas de especialização. O estudante tem acesso ao conteúdo utilizando a plataforma online. Segundo informações da universidade, os cursos à distância têm o objetivo de atender principalmente à demanda de formação e especialização de professores que atuam no ensino público fundamental e médio e gestores da administração pública. Entre as opções, estão sete novos cursos: Estado e Direito dos Povos e Comunidades Tradicionais (150 vagas); Educação em Direitos Humanos (120 vagas); Produção de Mídias para Educação Online (240 vagas); Educação em Gênero e Direitos Humanos (240 vagas); Saúde Coletiva, área de concentração em Saúde da Família (160 vagas); Gênero e Diversidade na Escola (100 vagas); Atividade e Saúde no Contexto da Educação Básica (90 vagas) e Gestão de Pessoas com Ênfase em Formação de Competências na Gestão Pública (200 vagas), além de três cursos que já são normalmente ofertados: Ensino da Filosofia no Ensino Médio (200 vagas); Ensino da Sociologia no Ensino Médio (280 vagas) e Gestão Pública Municipal (200 vagas). Os editais serão publicados e disponibilizados no site da SEAD (https://sead.ufba.br/), orientando para o processo seletivo que acontecerá no mês de março. A previsão é de as aulas comecem em maio de 2017, com duração de dois anos. A UFBA não divulgou a data da publicação dos editais. *Informações do G1


O objetivo do prefeito Antônio de Anízio é aumentar a oferta de vagas, garantir uma alimentação melhor para os estudantes, facilitar o acesso e melhorar instalações físicas, as condições de trabalho e garantir um ensino de melhor qualidade. “A educação é uma das prioridades da nossa gestão e já estamos trabalhando para garantir esse direito dos estudantes”, assegurou o prefeito.

As matrículas estão sendo feitas em cada unidade de ensino. A secretária de Educação, Joselita Santana, informou que na zona rural já estão atuando equipes para fazer as matrículas em todas as escolas. O objetivo é ampliar a oferta de vagas da rede municipal de Itacaré. Para isso já estão feitas recuperações das instalações e melhorias nas unidades. O prefeito Antônio de Anízio também já garantiu a colocação de ônibus escolares para transportar os alunos durante o ano inteiro, principalmente os estudantes da zona rural.

Para efetuar a matrícula estão sendo solicitados os seguintes documentos: certidão de nascimento ou RG, duas fotos 3×4, uma pasta do aluno, xerox  do comprovante de residência, do cartão do SUS, cartão de vacina, se for menor de 5 anos, e do cartão do bolsa família. Esse ano estão sendo solicitados também os documentos dos pais ou responsáveis. (Ascom/Itacaré)


Começam na segunda-feira (28) as matrículas para o ano letivo de 2017 na rede estadual de ensino. A Secretaria da Educação do Estado da Bahia divulgou o cronograma de matrícula com o objetivo de proporcionar maior comodidade e agilidade aos estudantes. A Secretaria da Educação disponibiliza o Sistema de Matrícula Online, por meio do qual os alunos, pais e/ou responsáveis, podem realizar a matrícula pela internet em Salvador e mais 26 municípios do interior. De acordo com a secretaria, o processo começa com a rematrícula a partir de segunda-feira, até 30 de dezembro, exclusivamente para os alunos que já estão matriculados, com frequência regular no ano letivo de 2016, nas escolas estaduais. A matrícula segue de 24 a 31 de janeiro de 2017 para alunos que irão mudar de escolas e alunos novos. Todos os estudantes já matriculados na rede estadual podem fazer a rematrícula pela internet. Pais, mães, responsáveis ou estudantes maiores de 16 anos, devem digitar o código na carta de renovação que o aluno recebe na escola no Portal da Educação. Esta carta de renovação deverá ser devolvida à secretaria escolar para efetivar a renovação da matrícula. (Giro em Ipiaú)