A Escola Municipal São Roque I, na comunidade do Campo Seco, já está de cara nova. A Prefeitura de Itacaré realizou com recursos próprios as obras de reforma e ampliação do espaço, garantindo salas mais amplas, melhoria dos banheiros, cozinha e garantindo muito mais segurança para os professores e estudantes.

O novo espaço conta com duas salas amplas, sendo uma para educação infantil e outra para as séries iniciais, atendendo atualmente a cerca de 45 alunos. A proposta, segundo informou a secretária municipal de Educação, Eliane Camargo, é ampliar ainda mais o funcionamento da escola, com turmas à noite para a Educação de Jovens e Adultos através do programa Todos Pela Educação (TOPA).

De acordo com a secretária de Educação, essa iniciativa de melhoria de unidades escolares faz parte do projeto do prefeito Antônio de Anízio de garantir sempre melhores instalações, não somente para aumentar o rendimento dos alunos, como também garantir espaços mais propícios para o desenvolvimento do trabalho dos educadores. E na próxima semana mais uma unidade escolar será inaugurada pelo prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, também construída com recursos próprios da Prefeitura.


As inscrições para o curso Universidade Para Todos já estão abertas e podem ser feitas até o dia 02 de maio, exclusivamente no site www.educacao.ba.gov.br/universidadeparaodos. Para o município de Itacaré estão sendo oferecidas 50 vagas, com aulas que serão ministradas no turno noturno, no Centro Educacional de Itacaré. O Universidade Para Todos é um projeto totalmente gratuito que prepara os alunos para os vestibulares e também para o ENEM.

O cursinho pré-vestibular é voltado para os seguintes estudantes: Matriculados no 3º ano do ensino médio estadual ou municipal ou modalidades correspondentes; Matriculados, em 2019, no 4º ano da educação profissional integrada ao ensino médio da rede estadual ou municipal; e aqueles que terminaram o ensino médio nas redes estadual ou municipal de ensino da Bahia. No momento da inscrição, o candidato deve escolher um município, local e turno que deseja cursar, assim como preencher o formulário de inscrição.


Os estudantes que vão fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 podem acessar os cartões de confirmação da inscrição a partir desta segunda-feira (22). Para consultar o documento, é necessário acessar a página do participante, onde deve ser colocado o CPF e senha ou baixar em seu celular o aplicativo Enem 2018. A primeira etapa do exame será aplicada no domingo, dia 4 de novembro.
O cartão contém os dados do estudante, o endereço do local, a data e hora da aplicação da prova, além das informações sobre a língua estrangeira escolhida e recursos de acessibilidade, se tiverem sido solicitados. Caso tenha problema com as informações do cartão ou dificuldade de acesso ao documento, o estudante pode entrar em contato com o MEC pelo telefone 0800616161 ou pelo link Fale Conosco, no site do Enem. Com a entrada em vigor do horário de verão no mesmo dia da primeira etapa do Exame, em 4 de novembro, o Ministério da Educação recomenda que os inscritos fiquem atentos aos horários de abertura e fechamento dos portões dos locais de prova em cada estado.
Para evitar imprevistos, o MEC recomenda que o estudante planeje o trajeto até o local da prova. O ministério sugere também que os participantes comecem a ajustar o horário de sono e dormir mais cedo uma semana antes do dia da prova.

Estudantes da rede municipal de ensino de Itacaré foram destaques no lançamento do livro “As melhores histórias dos projetos de leitura – Volume 10”, uma iniciativa do professor Laé de Souza que traz crônicas e histórias infantis escritas por alunos da Rede Pública de Ensino, de várias regiões do Brasil. O lançamento do livro aconteceu na tarde da última terça-feira, no auditório Waly Salomão da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, em Jequié.

Com o apoio da Prefeitura de Itacaré, o município participou da solenidade de lançamento com uma delegação composta dos alunos que fazem parte da obra, professores, diretores das unidades escolares e a equipe da Secretaria Municipal de Educação que desenvolveu a iniciativa nas escolas. E Itacaré foi homenageada no lançamento. Além de contar com nove alunos da rede municipal de ensino de Itacaré que tiveram seus textos publicados na obra, a cidade ainda foi escolhida para ser a capa do livro. Os estudantes itacareenses também fizeram uma tarde de autógrafo, com direito dedicatórias nas obras.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, parabenizou os estudantes selecionados para compor a obra e todos os participantes do projeto que elaboraram seus textos, destacando a importância desse trabalho, como forma de incentivar cada vez mais a leitura e a aprendizagem. Ele adiantou que a Prefeitura continuará apoiando a iniciativa para incentivar a leitura e o conhecimento e despertar cada vez mais novos talentos literários.

O Projeto de Leitura de autoria do professor Laé de Souza acontece nas escolas da rede municipal de Itacaré desde o ano passado, com textos dos estudantes publicados em livros. Em 2018 foram 1.565 títulos para alunos do 3º ao 5º ano e 1.454 títulos do 6º ao 9º ano e EJA, totalizando 13 escolas participantes e 3.019 livros entregues gratuitamente. As escolas que participaram do projeto foram o Centro Educacional de Itacaré, Escola Municipal Nova, Escola Maria Benjamina da Cruz, Escola José Carlos Arrute Reis, Projeto Pancada grande, Escola Sebastião Aprígio, Escola Dr. José Cruz, Instituto Municipal Paulo Souto, Grupo Bom Jesus, Escola Oscar Moreira, Escola Dr. Manoel Castro, Grupo Escolar Padre Edgar Torres e Escola Antônio Raimundo dos Santos.

Dessas escolas participantes, os finalistas e os textos selecionados para fazerem parte da coletânea “As melhores histórias dos projetos de leitura Vol 10” foram: Rane Santos Silva, Mayra Serra de Oliveira, Camilly Marley Lopes Torres, Raylane Santos e Santos e Mariana Sampaio, do Instituto Municipal Governador Paulo Ganem Souto; Ana Regina de Jesus Santos, da Escola Municipal Maria Benjamina da Cruz; Lilaliz dos Santos Silva, da Escola Padre Edigard dos Santos Torres; Iris Vitória Caldas, do Centro Educacional de Itacaré; e Ariely da Cruz de Jesus, da Escola Sebastião Aprígio José Santos

A obra, é uma das etapas do projeto “Ler é Bom, Experimente!”, patrocinado pelo Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre, em que os alunos realizaram várias atividades a partir da leitura. O projeto é desenvolvido em todo o país, há 18 anos, pelo Grupo Projetos de Leitura, com o apoio do Ministério da Cultura. Baiano radicado em São Paulo há mais de 40 anos, Laé de Souza é cronista, dramaturgo, produtor cultural, bacharel em Direito e Administração de Empresas, autor de vários projetos de incentivo à leitura e de livros infantis, juvenis e adultos.


Professores, diretores, vice-diretores, coordenadores e profissionais de educação não docentes da rede municipal de Itacaré participaram na quinta e na sexta-feira de um encontro para discutir sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), um novo documento que norteará as propostas pedagógicas em todo o País. Em Taboquinhas o encontro foi realizado na quinta-feira, na Igreja Batista, enquanto que em Itacaré o evento aconteceu na sala de evento do Ecoporan Hotel. A realização foi da Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria Municipal de Educação, em parceria do o Conselho Municipal de Educação e (CME) e o Fundo Municipal de Educação (FME).

O encontro teve como tema “BNCC: reflexões para a implementação curricular e à prática pedagógica”. Em Taboquinhas o palestrante foi o professor dr. Luís Vicente Ferreira, licenciado em Letras Português/Inglês pela Universidade Católica/SP, licenciado em Pedagogia pela Universidade RJ, neurotecnólogo – Especialidade pela SBNF –SP, especialista em Formação Docente, mestre em Educação e Metodologia do ensino de Línguas – ILAC/TORONTO – Canadá, mestre em Educação – Formação de Educadores – UNIMONTE, doutor em Ciências Sociais e Educação – PUC – São Paulo, pós-doutor em Ciências dos Sistemas Complexos, pós-doutor em Neurociências da Infância – Itália e com estágio em Neurociências e Tecnologia na Califórnia.


Professores, diretores, vice-diretores e coordenadores pedagógicos da rede municipal de educação de Itacaré participaram na manhã desta quarta-feira, no Ecoporan Hotel Charme Spa & Eventos, do Seminário sobre Base Nacional Comum Curricular (BNCC), um novo documento que norteará as propostas pedagógicas em todo o País. O evento teve como palestrante a professora e mestra em educação Gilvânia Nascimento, coordenadora da União dos Conselhos Municipais de Educação e vice-coordenadora do Fórum Estadual de Educação, que acompanhou a elaboração da BNCC como então presidente nacional da UNCME.

Representando o prefeito Antônio de Anízio, o vice-prefeito Genilson Souza falou da importância da BNCC como um instrumento que define os direitos de aprendizagens de todos os alunos do Brasil. Também destacou os avanços desta política pública e as mudanças que ela traz para a educação em todo o País, garantindo um ensino muito mais integrado. Outro ponto importante destacado pela coordenação do evento foi o papel de cada participante do seminário, que terá o compromisso de ser um agente multiplicador das informações para todos os demais segmentos da educação em Itacaré, compartilhando dos conhecimentos e realçando a importância da CNBB para o ensino.

A palestrante Gilvânia Nascimento falou sobre a implementação da BNCC, desafios e perspectivas, realçando a importância de se conhecer a verdadeira proposta do documento, independente das propagandas divulgadas, e também da necessidade e dos avanços que ela representa. O seminário foi uma realização da Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria Municipal de Educação, Fórum Municipal de Educação e Conselho Municipal de Educação de Itacaré.

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento de caráter normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica, de modo a que tenham assegurados seus direitos de aprendizagem e desenvolvimento, em conformidade com o que preceitua o Plano Nacional de Educação (PNE).

Referência nacional para a formulação dos currículos dos sistemas e das redes escolares dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios e das propostas pedagógicas das instituições escolares, a BNCC integra a política nacional da Educação Básica e vai contribuir para o alinhamento de outras políticas e ações, em âmbito federal, estadual e municipal, referentes à formação de professores, à avaliação, à elaboração de conteúdos educacionais e aos critérios para a oferta de infraestrutura adequada para o pleno desenvolvimento da educação.


As inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) começam nesta terça-feira (26) e vão até sexta-feira (29). As inscrições são feitas exclusivamente pela internet, na página do programa. O ProUni oferece bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior.  Ao todo, neste processo seletivo, serão ofertadas 174.289 vagas, sendo 68.884 bolsas integrais e 105.405 parciais, em 1.460 instituições. As bolsas são para o segundo semestre. Para se candidatar, é preciso ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017, ter alcançado no mínimo 450 pontos e ter tido nota superior a zero na redação.