O Tribunal de Contas do Estado da Bahia decidiu responsabilizar a prefeita de Camamu, Ioná Queiroz Nascimento (PT), pela falta de devolução de recursos não utilizados de um convênio entre a prefeitura e a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia. A quantia reclamada pelo tribunal é de R$ 10.649,01. O convênio foi firmado em 2008. A gestora recebeu multa de mil reais. Esse foi o mesmo valor da multa imposta ao ex-gestor do Fundo Estadual de Saúde, Egídio Borges Tavares Filho.


Segundo a estimativa cerca de 40 mil passageiros deverão embarcar na Estação Rodoviária de Salvador durante este feriado do Dia do Trabalho, da próxima segunda-feira. Neste período, segundo a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transporte e Comunicações da Bahia (AGERBA), as empesas irão disponibilizar 100 horários extras, além dos 540 horários regulares cumpridos diariamente. Entre os destinos mais procurados estão Itacaré, Maraú, Ilhéus, Porto Seguro, Lençóis, Vitória da Conquista e Juazeiro.

Recomendações e fiscalização:

A AGERBA recomenda aos usuários do sistema de transporte intermunicipal que evitem o transporte clandestino. Este tipo de transporte não oferece segurança, pois não é vistoriado. Nesta ocasião, equipes de fiscalização da Agência serão mantidos trabalhando em regime de Plantão no Terminal Rodoviário de Salvador, bem como em Operação Blitz nas rodovias estaduais e federais, com apoio das polícias.


Foi lançado nesta terça-feira (25), na praia da Tiririca na Sede da ASI o Projeto Social Surfando para o Futuro em parceria com a Secretaria Municipal de Educação.

Trazendo a escola para a praia como extensão educacional, onde as crianças terão oportunidade de receber orientações básicas sobre o mar, correntes marinhas, segurança na água, meio ambiente e respeito ao próximo.

O projeto piloto, foi iniciado com duas turmas do Colégio Municipal Maria Benjamina com coordenação do Hongos Araújo, Vladimir Reis e os voluntários Júnior Of, Adriano Ramos, Heloísa Bicudo, Harley Brito, Jorge Garrido, Josemar Bibi, Ricardo Foca, Carlos Alberto, Marcelo Barros e Miguel Reis.

Muito mais do que formar atletas, o projeto visa formar o cidadão com consciência de sua importância na formação de uma sociedade igualitária onde todos se respeitem e sejam solidários.

O Projeto foi iniciado, porém precisa de apoiadores para dar continuidade aos trabalhos, e atender a grande demanda de alunos que querem participar.

“A satisfação das crianças ao subir pela primeira vez na prancha deixou emocionado todos os instrutores que puderam ver o grande potencial desse esporte espetacular na vida das pessoas. Em especial agradecemos aos voluntários e parceiros que acreditam na força do Surf como agente transformador, e também aos pais e professores pela confiança e apoio. A Dinamic Style, Cinefilm, equipe de Salva Vidas, a Colônia de Pescadores Z-18, a Danilo Designer Gráfico e Sacolão Dois Irmãos”. Comentou um dos envolvidos no projeto.


Após conquistar o ouro no C1 500m Sênior Feminino, a canoísta Itacareense Valdenice Conceição, a “Netica”, fechou a competição conquistando mais um ouro, desta vez no C1 200m Sênior Feminino no Campeonato Sul-americano de Canoagem Velocidade e Paracanoagem que aconteceu no último final de semana na cidade de Paipa, na Colômbia. “Netica”, comentou em sua página oficial em uma rede social. “Família nascimento representando bem só ouro Valdenice duas medalhas e Jacky Jamael Nascimento quatro medalhas sem falar na medalha de prata de Maicon Ferreira e na medalha de bronze de Taninha Cänoe Paixão.Itacaré manda ver em Paipa Colômbia”.

Confira todas as medalhas conquistadas pelo Brasil no Campeonato Sul-Americano de Canoagem Velocidade:

MEDALHAS DE OURO (26)
Isaquias Queiroz – C1 1000m Sênior
Isaquias Queiroz – C1 500m Sênior
Isaquias Queiroz e Erlon dos Santos – C2 500m Sênior
Isaquias Queiroz – C1 200m Sênior
Isaquias Queiroz e Erlon dos Santos – C2 200m Sênior
Valdenice Conceição – C1 500m Sênior
Valdenice Conceição – C1 200m Sênior
Vagner Souta – K1 1000m Sênior
Vagner Souta – K1 500m Sênior
Vagner Souta, Roberto Maehler, Edson Silva e Celso Dias – K4 1000m Sênior
Vagner Souta, Roberto Maehler, Edson Silva e Celso Dias – K4 500m Sênior
Roberto Maehler e Celso Dias – K2 1000m Sênior
Edson Isaías da Silva – K1 200m
Milton Oliveira – C1 500m Sub-23
Milton Oliveira – C1 200m Sub-23
Bruna Domingues – K1 1000m Sub-23
Bruna Domingues – K1 500m Sub-23
Bruna Domingues – K1 200m Sub-23
Jack Goldmann – C1 1000m Júnior
Jack Godmann – C1 500m Júnior
Helton Silva e Sávio Vieira – C2 500m Júnior
Sávio Vieira e Helton Silva – C2 200m Júnior
Gilmar Junior – – K1 1000m Júnior
Vitor Navarro, Mateus Moya, Marcos Scolaro e Willian Silva – K4 1000m Júnior
Vitor Navarro, Mateus Moya, Marcos Scolaro e William Silva – K4 500m Júnior
Mateus Moya e Marcos Scolaro – K2 200m

MEDALHAS DE PRATA (10)
Erlon Santos e Maico Ferreira – C2 1000m Sênior
Roberto Maehler e Edson Silva – K2 500m Sênior
Roberto Maehler e Edson Silva – K2 200m Sênior
Gilmar Gomes Santos Júnior – K1 200m Sub-23
Savio Vieira e Helton Silva – C2 1000m Júnior
Angela Silva e Andrea Oliveira – C2 500m Júnior
Victor Navarro – K1 1000m Júnior
Matheus Moia – K1 500m Júnior
Vitor Navarro e Marcos Scolaro – K2 500m Júnior
Vitor Navarro, Matheus Moia, Marcos Scolaro e William Henrique Silva – K4 200m Júnior

MEDALHAS DE BRONZE (7)
Ana Paula Vergutz e Bruna Domingues – K2 1000m Sênior
Milton Oliveira – C1 1000m Sub-23
Emilly Schellworth, Silvia Portela, Débora Garcia e Isadora Ribeiro – K4 1000m Júnior
Vitor Navarro e Matheus Moia – K2 1000m Júnior
Emilly Schellworth, Silvia Portella, Débora Garcia e Isadora Ribeiro – K4 500m Júnior
Emilly Schellworth, Silvia Portella, Débora Garcia e Isadora Ribeiro – K4 200m Júnior
Isadora Rivero e Silvia Portella – K2 200m Júnior


JUACAS é a segunda série original brasileira para o Disney Channel produzida pela Cinefilm e pela Chatrone, que estreia em 2017 no canal, com direção geral de Juliana Vonlanten, criada por Carina Schulze que também é showrunner da série. Gravada em Itacaré, na Bahia, Juacas retrata o universo do surfe tendo como ponto central a temporada do CAOSS (Campeonatos Anuais Ondas Super Surfe) na Praia de Itacaré e a competição entre equipes principais de surfistas: os Juacas, os Red Sharks e as Sirenas.

Todo ano, no auge das férias, acontece o CAOSS, que atrai milhares de turistas, surfistas e centenas de jovens em busca de um sonho: se tornarem surfistas profissionais. O CAOSS é um campeonato de equipes de surf que acontece há décadas e que já revelou diversos talentos, dentre eles a lendária equipe JUACAS. O evento é super Importante para os atletas se classificarem para os campeonatos internacionais. Todos os anos, várias equipes de surf viajam para Itacaré e ficam lá durante os meses das férias para participarem destes campeonatos. A equipe que ganhar o CAOSS tem o passaporte garantido para continuar competindo como profissional nos circuitos oficiais – e este é o sonho de todo surfista iniciante! 

Este ano vai ser diferente! O antigo time Juacas, desaparecido há 10 anos devido ao sumiço do seu líder – o Professor Juaca (Nuno Leal Maia)– reaparece para disputar o CAOSS e voltar ao circuito. Sem muitos recursos e nem patrocínio, os Juacas enfrentarão o time favorito e bem patrocinado, os Red Sharks, e o primeiro time composto só de meninas, as Sirenas, além de várias outras equipes sedentas pelo título. É muita expectativa e tensão no ar! 

Os Juacas já foram o melhor time de surf de todos os tempos. O Professor Juaca formou a equipe em 1982 e rapidamente virou o melhor. Em 1985, o time ganhou pela primeira vez o CAOSS e seguiu invicto até 1991. Em 1989, a equipe estava no auge, e era formada por três surfistas: Marcondes Kameha, filho de Juaca, Cezinha e Xorxinho. Porém, um dia, houve uma tragédia: no ano 2000, o grande Marcondes Kameha, o Pelé dos surfistas, morreu durante um campeonato de ondas gigantes durante uma tempestade. Ele deixou pra trás uma filhinha recém nascida. O time entrou em luto. Cezinha virou radialista em Itacaré, Xorxinho virou shaper em Búzios e o grande Juaca sumiu sem deixar rastros…  

Mas agora tudo está prestes a mudar!

Rafa Smor, um garoto cheio de garra e vontade aparece para montar uma equipe para competir no CAOSS em Itacaré. Ele encontra Cezinha, o ex-Juaca que hoje é o narrador do campeonato e radialista da cidade. Rafa explica que é fã dos Juacas e, inspirado por eles, resolveu vir pro CAOSS montar a sua própria equipe. Além disso, ele revela que aprendeu a surfar com o Professor Juaca. Cezinha estranha, afinal, Juaca sumiu há muitos anos, mas Rafa garante que é verdade.

Rafa está determinado a formar sua equipe de surf no CAOSS mas logo percebe que será mais difícil do que ele imaginou – todas as equipes já estão formadas e não há praticamente nenhum bom surfista disponível. Mas ele não desiste e, com um pouco de intuição, monta uma equipe que acaba surpreendendo! Junto de Billy, um geniozinho com uma capacidade incrível de ler o mar e Jojó, um mineiro peixe fora d’água, Rafa remonta o time dos Juacas.

É claro que essa jornada não será fácil. Os meninos precisarão passar por diversas dificuldades – como a falta de patrocínio, que faz com que eles sejam a equipe mais mal equipada do CAOSS; as diferenças de personalidades entre os três; a competição com os outros times; os treinos e, claro, toda a pressão do campeonato! No início, os Juacas ainda precisam lidar com a falta de um técnico – já que o Juaca está completamente desaparecido. Eles descobrem o esconderijo do professor, mas ele se mostra um “rabugento” e manda os garotos embora. Com o tempo, Juaca acaba saindo da toca e volta a treinar os meninos, construindo uma relação de confiança e ensinando para eles a filosofia dos Juacas – o surf em harmonia com si mesmo e a natureza.

A maior ameaça para os Juacas são os Red Sharks. Dentro e fora do campeonato, essa equipe super high-tech faz de tudo para dificultar a vida dos nossos heróis. Marcelo Mahla, Seba e Minhoca são o trio que não mede esforços para ficarem em primeiro lugar – custe o que custar.

Pelo menos, os Juacas podem contar com a amizade das Sirenas, formadas pelas lindas e destemidas Leilane, Vivi e Brida. As meninas têm que provar o tempo inteiro que elas são mais do que um rostinho bonito e as três de fato—surfam muito! 

Itacare-Disney

Todos os competidores do CAOSS ficam hospedados na VILLA ECOPORAN e ali treinam para as baterias da competição. Em diferentes alojamentos e condições, todos batalham pelas melhores posições. Com muita aventura, comédia e emoção, veremos os Juacas lidando com as dificuldades do campeonato e da adolescência. Mas, no final, todos amadurecem com o surf e terminarão o campeonato muito diferentes de quando começaram.

Fonte:www.nerdsite.com.br


Após grande repercussão nas redes sociais que a obra havia sido paralisada, hoje pela manhã, homens e maquinas iniciaram, agora em todo vapor, as obras de requalificação da Rua da Pituba, em Itacaré, e em breve o bairro, vai ficar de cara nova e muito mais bonito. Nesta semana continuam sendo retirados os paralelepípedos antigos para que o local possa ganhar uma nova pavimentação, muito mais bonito e com acessibilidade. Também está sendo feita a alvenaria de contenção na lateral da rua. A previsão é de que as obras sejam concluídas em seis meses.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, explica que a obra de requalificação urbana da rua Pedro Longo, também conhecida como Projeto Calçadão da Pituba, é uma ação da administração municipal com o objetivo de readequar a referida rua como espaço de uso coletivo, privilegiando os pedestres e a sua utilização como espaço de circulação e lazer pela população local e pelos visitantes, considerando a vocação turística da cidade.

O secretário de Desenvolvimento Urbano, Ademar Sá, informou que, visando a implementação dessa obra, a prefeitura de Itacaré firmou um convênio com o Ministério do Turismo, através da Caixa Econômica Federal, no valor de 500 mil reais, e a gestão atual modificou o projeto inicial de forma a melhor atender aos anseios da população e viabilizar a execução total da intervenção, que compreende um trecho de aproximadamente 1.400 metros entre a praça Santos Dummont e a rótula de acesso à avenida principal do loteamento Conchas do Mar, no final da Praça da Mangueira.


Atento aos pleitos da população do Baixo Sul baiano, o deputado estadual Hildécio Meireles (PMDB) apresentou, na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), indicação ao governador do Estado, solicitando a construção do novo traçado da BA-001, no trecho que liga os municípios de Valença e Camamu. A BA-001 é considerada um importante corredor viário de acesso a Salvador através da utilização da travessia Itaparica- Salvador por Bom Despacho.”O atual traçado da BA-001, no trecho que liga as cidades de Valença e Camamu, não mais atende aos requisitos de fluidez e segurança no tráfego de veículos. Afinal, ao longo dos anos, ocorreu o crescimento de alguns fatores dificultadores do tráfego dos veículos que circulam por este importante corredor viário”, disse Hildécio.O parlamentar destacou como exemplo a expansão populacional, que ocasionou o estrangulamento do corredor.