O vereador Givaldo da Ambulância denunciou na sessão desta terça-feira, dia 03, herdeiros da Família Baracho, que segundo o vereador querem privatizar a Cachoeira da Usina, colocando cercas de arame farpado, impedindo o acesso de moradores e turistas ao local. Ainda segundo o vereador, um funcionário da prefeitura foi fazer limpeza no local e foi barrado por um dos herdeiros. Givaldo ainda lembrou que o local se tornou de propriedade pública em 1952, na época do prefeito Delmúrio Vieira.

“Quero que o prefeito acorde e tome uma providência imediata. A situação não vai ficar boa se ele quiser privatizar. Outra situação é que a prefeitura, na época do ex-prefeito Jarbas, comprou 6 hectares da família, e que o dinheiro está em juízo, mas a família trata como se tudo ainda fosse dela, inclusive, cercando um terreno em frente ao Hospital Gabriel Mota Barros.


O funkeiro está reagindo bem ao tratamento (Foto: Reprodução )

Na luta contra um câncer no estômago, descoberto no início do ano passado, Mr. Catra precisou adiar a cirurgia que faria logo após o carnaval. O motivo é o que o funkeiro, de 49 anos, está com a saúde debilitada. Ele foi examinado por um médico referência no meio e segue fazendo sessões de quimioterapia.

Catra continua com uma dieta restrita, proibido de comer gordura e doce, ingerir bebidas alcoólicas e também teve que diminuir o cigarro. Por conta do tratamento, ele reduziu o número de shows. Morando atualmente em São Paulo, ele vai ao hospital uma vez por semana para realizar o tratamento.

Recentemente, Catra precisou tratar uma pancreatite, tornando a dieta recomendada pelos médicos ainda mais urgente. Sofrendo também de diabetes, o funkeiro chegou a correr o risco de perder a visão. Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa do Mr. Catra disse que o funkeiro está reagindo bem ao tratamento e que, por conta disso, ainda não precisou passar por uma cirurgia.


Está virando rotina à falta de dinheiro nos feriados, nos terminais eletrônicos da agência da Caixa Econômica Federal em Itacaré.

Caixa eletrônico sem dinheiro. Foto reprodução.

Quem precisou sacar dinheiro na Agência bancária da Caixa Econômica em Itacaré neste final de semana de feriadão, encontrou caixas eletrônicos sem dinheiro, provocando revolta e transtorno para moradores e turistas.

A turista de Brasilia, Cristiane Vieira, 27 anos, precisava fazer um saque na sua conta, mas não conseguiu por falta de dinheiro “Sem dinheiro sou forçada a pagar no cartão, porém nem todos lugares recebem cartão em Itacaré, e infelizmente meu dinheiro está preso”, lamentou Cristiane.

O estudante Luis Claúdio da Silva, 19 anos, “Já virou moda isso em Itacaré, todo feriado é isso, e o pior prejudica a todos, pois o dinheiro deixa de circular na cidade, e isso sem falar nos caixas do Banco 24hs, que quando não estão sem dinheiro, estão sem funcionamento, absurdo. ” disse Luis Claúdio.

 


Atacante do Central foi bem marcado no Lacerdão e teve poucas oportunidades de ajuda a Patativa. Jogo da volta será domingo, às 16h, na Arena de Pernambuco.

Itacaré teve poucas oportunidades (Foto: Elivaldo Araújo/Blog do Ney Lima).

 

O atacante Itacaré não teve vida fácil no empate em 0 a 0 contra o Náutico, no estádio Lacerdão, na primeira partida da final do Campeonato Pernambucano. Bem marcado, o camisa 9 da Patativa teve poucas oportunidades de ajudar o Alvinegro. Ele destacou a dificuldade da partida e disse que o resultado foi justo.

– Foi um jogo muito duro e nas bolas alçadas os zagueiro levam vantagem. Foi duro pra mim, mas também para o Ortigoza. Foi um jogo bom, truncado, e o empate foi justo pelo que fizeram no jogo e no campeonato.

Itacaré também afirmou que não está nada perdido e que a Patativa vai de cabeça erguida pra Arena.

– Cabeça erguida pra domingo. Depois do jogo fomos agradecer a torcida. Ninguém está cabisbaixo. Todo mundo ficou muito cansado e está focado para o segundo jogo. A partida de volta será realizada neste domingo, às 16h, na Arena de Pernambuco. Fonte: Globoesporte.com


Nem jejum, nem bacalhau, nem quietude. A Semana Santa em Itacaré vai ser comemorada à base de muito forró. Pelo segundo ano consecutivo a cidade abriga o Festival do Forró, com shows, nesta sexta e sábado, de grandes músicos, como Cicinho de Assis, Adelmário Coelho, as bandas Estakazero, Cacau com Leite, além do mestre Genival Lacerda.

À frente da organização, pela primeira vez, o sanfoneiro Targino Gondim conta que a expectativa é receber 20 mil visitantes nos dois dias de festa. Ele conta que o critério adotado na escolha dos músicos foi um só: “Aqueles que fazem forró autêntico, de verdade, porque essa é a proposta da minha vida, trazer à tona esses representantes”, diz.

Nesse sentido, Targino vem se transformando numa espécie de embaixador do ritmo, já tendo organizado encontros semelhantes na Chapada, em Mucugê e em Juazeiro. “O forró sempre existiu. Luiz Gonzaga colocou no cenário nacional porque é um ritmo que tem força. Mas faltava organização. Muitos sanfoneiros aprendem a tocar com o pai, com a família e acabam não se profissionalizando. Eu apenas consegui um palco para o forró brilhar”, afirma.

Além de tocar nos dois dias do Festival do Forró de Itacaré, Targino vai ser uma espécie de mestre de cerimônias. “Vou chamar ao palco cada uma das atrações da noite, mas também vou tocar junto com Genival Lacerda”, entrega.

O cantor Léo Macedo, da banda Estakazero, está feliz de voltar a Itacaré e elogia o festival: “É uma iniciativa maravilhosa”, afirma. A banda se apresenta na sexta-feira trazendo antigos sucessos e duas músicas novas do último CD Todo Seu.

Para Léo, a realização de encontros de forró fora do período junino demonstra que existe demanda. “Forró é um movimento musical que praticamente não tem rejeição. Agrada a todas as classes, a família. As músicas são alegres, falam de amor. Por isso o forró nunca vai acabar”, avalia.

Os shows são gratuitos e acontecem a partir das 20h, na Praia da Coroinha, principal ponto de encontro de Itacaré. A partir das 16h tem aulões de forró para quem quiser aprender a dançar o ritmo.

O 2º Festival de Forró é promovido pela prefeitura municipal de Itacaré em parceria com Targino Gondim e patrocínio do governo do estado. Fonte: A Tarde online.


Comandada pelo cantor Targino Gondim, o II Festival de Forró de Itacaré terá a animação de 17 atrações, entre elas o Quinteto Sanfônico do Brasil, Ademário Coelho, Cacau com Leite e Estakazero, Genival Lacerda, Mestrinho, João Lacerda, Cicinho de Assis, Marquinhos Café, Matheus Boa Sorte, Rennan Mendes, Gel Barbosa, Sebastian Silva, Os Bahiunos,Trio Baianado,Grupo Cabrueira e DJ Fabravim. Além feira de artesanato, comidas e bebidas típicas, apresentação de quadrilhas juninas, concurso de dança e muito mais! Vem Itacaré, vem!!!