Itacaré segue de luto, após a morte do estudante Edouard Hugo Castel, de apenas 14 anos, faleceu em Ilhéus nesta quarta-feira (23), após ser vítima de atropelamento na BA 001, nas proximidades da Vila Marambaia Km 06. Edouard de naturalidade francesa morava com sua família no “Oca de Roça”, Km 09, em Itacaré já algum tempo, e estudava no Centro Educacional de Itacaré (CEI). Segundo informações, o estudante estava indo de sua casa para o colégio de bicicleta como de costume, quando foi atropelado por um carro na semana passada. A vítima chegou a ser encaminhado para uma unidade Hospitalar em Ilhéus onde se encontrava em coma na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), mas não resistiu e veio a óbito na manhã desta quarta-feira.

Amigos, colegas e professores postaram diversas mensagens de carinho nas redes sociais lamentando o acontecido. As aulas no CEI foram suspensas nesta quinta-feira (24). Ainda segundo Segundo informações, o corpo de Edouard será levado para a França, onde será sepultado.

 


Um homem morreu e duas pessoas ficaram feridas após um acidente envolvendo três carros, ocorrido na tarde deste sábado (12), na BR-415, perto do bairro Banco da Vitória, em Ilhéus. Segundo informações do Corpo de Bombeiros ao G1, um Celta prata que viajava sentido Itabuna invadiu a pista contrária e bateu em um carro vermelho, que foi parar do outro lado da pista. Um outro veículo, um Prisma branco, conseguiu desviar do Celta, mas bateu em uma árvore.

O condutor do Celta, identificado como Marco Antônio Matos dos Santos, de 55 anos, morreu no local. Segundo os bombeiros, com o impacto da batida, ele bateu o rosto no painel do lado do carona. A condutora do carro vermelho e o carona do Celta ficaram feridos e foram encaminhados para o Hospital Regional de Ilhéus. Ainda segundo os bombeiros, o corpo de Marco Antônio foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de ilhéus, onde será periciado. Por conta do acidente, a pista ficou interditada por cerca de 40 minutos.*Com informações do G1


Fortes ventos causaram estragos em Taboquinhas neste final de semana, segundo o site Itacaré Informa, os ventos foram tão fortes que levaram o teto de um prédio na Rua do Comércio em Taboquinhas, que caiu sobre o teto de mais duas casas da mesma rua. O acidente aconteceu na tarde deste sábado (29), por volta das 14h. Parece até história de pescador, mas o teto de eternite voou juntamente com os aliceces de madeira por aproximadamente 3 metros e foram parar nas proximidades do Rio de Contas.

Ainda segundo o site, a loja de Jurandí foi atingida e teve o telhado parcialmente destruído. A outra casa atingida foi a de Arlete Damasceno, irmã do prefeito Antonio de Anízio. A residência de Dona Arlete ficou com diversas rachaduras após o impacto das madeiras e das eternites sobre sua casa. No momento, cerca de sete pessoas estavam no estabelecimento, e por pouco uma das madeiras não atingiu o Diretor do Hospital de Taboquinhas, Anízio Sampaio, que estava na porta do estabelecimento.

Outro fator que atingiu Taboquinhas foi a falta de energia elétrica devido as fortes chuvas que atingem a região, e com consequência danificam a rede.


Quatro pessoas morreram em um acidente na BR-101, nas proximidades de Aurelino Leal, na noite de terça-feira (4). As quatro vítimas eram dois casais e estavam em um carro de passeio. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista perdeu o controle do veículo, rodou na pista e bateu de frente com uma carreta. Chovia no momento da colisão.

Ainda de acordo com a PRF, uma caçamba que estava atrás do automóvel e acabou batendo na lateral do carro depois da colisão. Os ocupantes dos dois veículos maiores não ficaram feridos. Os corpos das vítimas foram encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Ilhéus, mas até a manhã desta quarta-feira (5) eles não foram identificados. De acordo com a Polícia Civil de Ilhéus, os veículos foram levados para o pátio da PRF em Itabuna. A carreta envolvida no acidente transportava uma pedra grande de granito e ocupou parte da pista. O motorista da carreta foi ouvido pela polícia e liberado.

Entre os mortos estão o corretor de Aurelino Leal conhecido como Coelho e seu irmão conhecido como Bocão. Duas das vítimas foram arremessadas para fora do veículo e outras duas ficaram presas nas ferragens. Uma das mulheres morta no acidente era cunhada de Coelho.

A polícia não deu informações sobre o motorista da caçamba. Para a retirada dos corpos, a pista ficou interditada por cerca de 3h30, o que gerou congestionamento de 2 km. A via foi liberada por volta de 1h30 desta quarta-feira, segundo a PRF.


Um barco com três pescadores afundou na manhã desta segunda-feira (3), em Ilhéus. Um pescador morreu no acidente. Conforme a Marinha do Brasil, ainda não há detalhes do que teria causado o naufrágio, mas um alerta de ressaca foi emitido nesta segunda, por conta das rajadas de ventos que atingem o litoral baiano e deixam o mar agitado. Os pescadores sobreviventes informaram que não ficaram sabendo do aviso e saíram para pescar mesmo assim, na manhã desta segunda-feira. Ao perceberem o tempo ruim, eles decidiram voltar, mas o barco afundou. Nenhum dos homens que estavam na embarcação usava coletes salva-vidas. Conforme os pescadores, a embarcação virou na água por volta das 11h, na área conhecida como Boca da Barra, na Baía do Pontal. Pedaços da embarcação foram encontrados na areia da praia, bem distante do local do acidente. Testemunhas relataram que viram o momento em que o barco afundou e quando dois dos pescadores conseguiram se salvar. O terceiro pescador chegou a ser levado para o Hospital Regional Luís Viana Filho, mas não resistiu. No fim desta tarde, o barco que naufragou foi rebocado por outra embarcação com a ajuda dos dois pescadores que sobreviveram. A Marinha informou que emitiu um aviso de alerta sobre o mau tempo entre as regiões de Caravelas, no sul da Bahia e Salvador, passando por Ilhéus, com ventos fortes até às 21h de terça-feira (4). Não há detalhes sobre o sepultamento do pescador que morreu. *Com informações do G1


Parte da estrutura do camarote Manito desabou na madrugada deste domingo, 25, durante uma festa junina em Porto Seguro, no Sul da Bahia. De acordo com informações do site “Na Mídia News”, o fato aconteceu por volta das 3h.

Ainda segundo a publicação, o que motivou o desabamento foram as chuvas e os ventos fortes que atingiam a região. Após o incidente, os foliões foram retirados do espaço privado e o local foi interditado.

De acordo com a equipe de bombeiros, que acompanhava o evento, o camarote tinha passado por vistorias antes do início da festa e tinha licença para funcionar. Ninguém ficou ferido.