Boato sobre carro preto que sequestra criança se espalha como uma pólvora em Itacaré.

Nos últimos dias, uma onda de boatos sobre sequestros de crianças tomou conta de boa parte das rodas de conversa, redes sociais e grupos do aplicativo WhatsApp em Itacaré, não se fala em outra coisa na cidade.

 

São milhares de áudio, a maioria falando de uma suposta mãe, que teria tentado pegar o filho, que estava na Escola Estadual Doutor Florisval Francisco De Jesus, no centro de Itacaré,  quando um casal em um carro preto tentou tomar a criança da mãe, e a mesma conseguiu escapar correndo para o supermercado Center, e os sequestradores, teria fugido em um carro preto, dirigido por um homem.No mesmo dia surgiu outro boato, de que um casal teria tentado sequestrar uma criança na Vila Marambaia, no km 06, e que a mãe teve de lutar com a criminosa para evitar o sequestro.

“Recebi telefonemas de pais que não queriam mandar o filho à escola porque estavam com medo dos sequestradores. Espalhar esses boatos causa um desserviço, gera pânico, gera uma histeria coletiva. Não existe nenhum caso concreto, não existe um ataque em série de sequestradores”, afirmou um professor que pediu pra não ser identificado.

O boato também vem circulando outras cidades da região, há relatos de moradores de Aurelino Leal, Ubaitaba, Maraú e no distrito de Algodões, onde sequestradores em carro preto teriam tentado raptar crianças nas localidades.

Esse boato alguém sem responsabilidade criou a partir de outro boato que esta circulando na região, que seria muito similar à vários outros que já circularam, como Salvador, Feira de Santana, Ilhéus, Itabuna e outras.Em nenhuma das cidades foi registrado algum Boletim de Ocorrência sobre  qualquer tentativa de sequestro, confirmando que é apenas mais um boato virtual.

Por mais que a intenção de repassar estas mensagens sejam boas, no sentido de alertar, pensam antes de fazer, na duvida não compartilhem, mesmo que tenha sido o seu melhor amigo que passou.
Se informe, ligue para a Policia, procure em sites oficiais, pegue um trecho do texto ou a imagem e faça uma busca no Google, certamente achará o mesmo texto ou imagem em outros regiões e afirmando a mesma coisa.


Comentários

Os comentários estão fechados.