Baiana de 120 anos pode ser a mais velha do mundo.

Uma soteropolitana pode ter desbancado a japonesa Misao Okawa, de 117 anos, e se tornar a mulher mais velha do mundo. Dona Eurides Fagundes, conhecida como “Vovó” vive em uma casa de apoio na capital baiana e teria 120 anos. Segundo uma certidão de nascimento emitida por um cartório de Salvador, ela nasceu no dia 6 de dezembro de 1894. Apesar da idade avançada e de não conseguir mais caminhar sozinha, Dona Eurides ainda permanece lúcida. Em entrevista ao G1, ela contou sobre sua juventude e sobre seu único companheiro. “Era pedreiro. Caiu de um andaime e morreu. Chamava Manoel Ramos”, contou ela, que trabalhava de empregada doméstica.A “Vovó” vive há 18 em uma casa de apoio a pacientes com câncer. Ela chegou ao local com um tumor no intestino, mas conseguiu se curar e acabou “adotada” pela instituição. De acordo com sua cuidadora, a idosa vai bem de saúde, mas precisa de uma alimentação controlada, o que a impede de comer um de seus pratos favoritos. “Gosto de comer peixe, negócio de marisco, caranguejo, siri. [Mas] aqui não come”, explica. Perguntada até quando pretende viver, ela responde: “Jesus que sabe”. (G1)


Comentários

Os comentários estão fechados.