Empresários e a comunidade de Itacaré de um modo geral estão sendo convidados a participar nesta quarta-feira, dia 18, de um Encontro de Trabalho que acontecerá às 9 horas da manhã, no auditório do Villa Ecoporan Hotel, para tratar da realização do 5º Festival Gastronômico ” Sabores de Itacaré”. A realização desse encontro é da Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Turismo. Esse ano o festival vai acontecer no período de 12 a 15 de julho e terá como tema central a gastronomia de raiz.

Durante o encontro será feira uma avaliação do 4º Festival e traçar estratégias de organização da 5ª edição. Também será discutido sobre um novo formato com Feira Gastronômica e os novos critérios para participação e regulamento. Ainda na reunião serão colocadas as novas categorias, será feita uma avaliação dos pratos inscritos, discutida a média de preços por categoria, além da programação e atividade no período e definida a capacitação profissional e empresarial.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, considera o festival como um importante evento para mostrar o potencial da gastronomia do município, que hoje é uma referência internacional, além de valorizar os produtos da agricultura familiar, já que grande parte dos pratos apresentados será da culinária de raiz, feito com ingredientes produzidos na região. O secretário de Turismo, Júlio Oliveira, espera contar com a presença de todos, já que o objetivo do encontro é fortalecer ainda mais o ” 5º Festival Sabores de Itacaré – Uma nova experiência”.


Mais três associações de Itacaré foram selecionadas na primeira etapa dos editais da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) voltados para o desenvolvimento da agricultura familiar, apoio à pesca e aos projetos das comunidades quilombolas. Dessa vez as entidades selecionadas foram a Associação Quilombola Porto de Trás, Associação do Fojo e também a Associação Porto do Oitizeiro, aprovadas na primeira etapa do edital 11/2018 da CAR que trata da seleção dos subprojetos de Inclusão Produtiva e Acesso a Mercados do Projeto Bahia Produtiva, que tem como objetivo aumentar a inclusão produtiva e o acesso a mercado dos agricultores familiares e outras populações tradicionais nos Territórios de Identidade do Estado da Bahia.

Itacaré já havia sido contemplada com as associações Santo Amaro e João Rodrigues em outros editais da CAR voltado para o desenvolvimento da agricultura familiar e apoio às unidades quilombolas. Os projetos apresentados pelas associações itacareenses foi fruto de um trabalho de orientação realizado pela Prefeitura Municipal, em parceria com a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional e Setaf, no encontro realizado no mês de março, no auditório do Sindicato Rural, onde foram apresentados detalhes e orientações sobre os editais da CAR voltados para o desenvolvimento da agricultura familiar, apoio à pesca e aos projetos das comunidades quilombolas.

Durante o encontro foram apresentados os editais 011, 012 e 013/2018 da CAR que garantem o apoio aos mais diversos projetos e discutidas informações como prazos, acessos e documentos necessários. O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, comemorou a seleção de mais associações do município nos projetos de desenvolvimento pela CAR e considera importante a oportunidade que vem sendo dada para as entidades organizadas buscarem mais investimentos, Também apontou como positiva iniciativa conjunta da Prefeitura, CAR e Setaf de orientar os interessados para os detalhes desses editais, possibilitando que mais projetos sejam desenvolvidos, gerando mais empregos, renda e uma melhor qualidade de vida no município.


O trabalho de orientação e organização das associações e comunidades rurais e quilombolas de Itacaré continua sendo realizado pela Prefeitura Municipal em parceria com a Bahiater/Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural e a meta é atender, somente nesse mês de abril, 13 entidades no município. O objetivo do trabalho é orientar e nortear as entidades e ajustar a necessidade de cada associação para, a partir daí, elaborar projetos voltados para o desenvolvimento e a geração de emprego e renda.

E além da orientação para as associações, as equipes também estão auxiliando na regularização da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) pessoa física e jurídica e na elaboração de projetos. Somente na primeira semana já foram atendidas cerca de 250 pessoas das associações da Camboinha, Embaúbas, Oitizeiro, Assentamento Pancada Grande e da Associação Conjunto São Pedro.

Na comunidade quilombola do Oitizeiro/Pinheiro, por exemplo, além do trabalho de acompanhamento foi feita já a entrega dos DAPs para todas as pessoas beneficiadas. Já no Assentamento Pancada Grande foram atendidas cerca de 60 pessoas e realizado em paralelo o trabalho de orientação técnica no cultivo da graviola, gerando mais alternativa de renda para a agricultura familiar.

E os atendimentos continuam nesta terça-feira, dia 17 de abril com o trabalho na Associação do Orojó e Assentamento Nova Vida. No dia 18 serão beneficiadas as comunidades da Associação Quilombo do Fojo e Associação São Gonçalo. No dia 23 as comunidades atendidas serão Associação. Novo Paraíso e Associação Serra da Jacutinga e no dia 24 as equipes da Prefeitura e Bahiater estarão na Associação do Cajueiro e Associação do Oitizeiro e também na região dos Quirinos.

Nas comunidades os trabalhos começam às 9 horas da manhã e prosseguem até às 16 horas. Nesses locais, além do trabalho de orientação, também é feito um diagnóstico rural participativo sobre as necessidades de cada comunidade. No diagnóstico, além das informações básicas de cada associação, também será feito o levantamento detalhado da produção da agricultura familiar em Itacaré, identificando o que está sendo cultivado, o volume, a área, o período de produção e também a comercialização.

A proposta, segundo destacou o representante da Bahiater/Setaf, Marcos Japu, é funcionar como um raio x do que verdadeiramente está sendo produzido no município, além de buscar junto com as associações identificar as dificuldades e sanar esses problemas e pendências para que possam ser elaborados cada vez mais projetos de diversificação e aumento da produção agrícola. De acordo com Marcos Japu, trata-se de um projeto piloto que será desenvolvido em diversos municípios regionais e Itacaré foi escolhida por solicitação da Prefeitura e pela organização das associações.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, considera importante esse trabalho como forma de organizar cada vez mais as associações para que possam ser beneficiadas com os projetos. De acordo com ele, as associações exercem um papel fundamental na agricultura familiar pois geralmente é através das entidades devidamente organizadas e unidas que são viabilizados os projetos de diversificação e de garantia de uma melhor qualidade de vida para o agricultor familiar.


As inscrições para o 5º Festival Gastronômico Sabores de Itacaré começam nesta quinta-feira 19 de abril. Este ano, o número de vagas subiu de 30 para 40 estabelecimentos divididos em 5 categorias: Prato Principal, Petisco, Lanche, Sobremesa e Drinks. A realização do evento é da Prefeitura de Itacaré.

A grande novidade de 2018 é a realização da Feira Gastronômica na Orla de Itacaré que contará com estrutura para 20 Barracas e comercialização de mini porções nas categorias: Prato principal, Petisco, Lanche e Sobremesa.
As inscrições encerram no dia 25 de abril e devem ser realizadas na sede da Secretaria de Turismo de Itacaré, localizada na Passarela da Villa. Os interessados vão precisar preencher uma ficha de inscrição, uma ficha técnica da receita, um termo de compromisso e também uma autorização para uso de imagem.

E nesta quarta-feira, dia 18 de abril, às 9 horas da manhã, no auditório do Villa Ecoporan Hotel, a Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Turismo, estará realizando uma reunião geral para apresentação do projeto do 5º Festival Sabores de Itacaré. O Festival acontece de 12 a 15 de julho de 2018, tem como tema a gastronomia de raiz, com o uso de produtos da agricultura familiar local e é considerado um dos mais importantes festivais gastronômicos da Bahia.


“A Usina é nossa!” Foi desta forma que populares de Taboquinhas reuniram-se na manhã deste domingo (15/04), por volta das 10hrs em manifesto contra a marcação ilegal de território já adquirido pelo poder público há anos.

A Usina velha em Taboquinhas é um ponto de lazer local e turístico, destaque em matérias jornalísticas de emissoras consagradas na região e no território nacional, sendo um dos atrativos mais importantes do distrito. A Usina teve seu terreno marcado por estacas e arames farpados a pouco tempo pela família Baracho.

Segundo informações, a intenção futura da família, que tem um grande território ao lado do bem público, é de privatizar o local cobrando taxas para que visitantes, turistas e outros entrem e desfrutem da localidade. É onde a população e o poder público não está de acordo com os herdeiros, já que o território em que se encontra a usina não é de sua família e foi doado há cerca de 80 anos pelo antigo proprietário para que a gestão municipal tomasse conta, e que a população de Taboquinhas fossem os verdadeiros herdeiros do local.
O prefeito de Itacaré Antônio de Anízio, em conversa, afirma ter a existência de documentos nos arquivos da prefeitura que comprovam que o local é de responsabilidade da gestão municipal, e que qualquer medida a ser tomada no local deve ser notificada a prefeitura, é o que não foi feito pelos Barachos, sendo família nenhuma dona da Usina e sim “Á população”. Portanto, a Usina é do povo. Uma viatura da 72°/CIPM acompanhou o ato para evitar possíveis confrontos. (Itacaré Online)


A Delegacia Territorial de Itacaré foi a que mais registrou ocorrências na região, em 2017, perdendo apenas para Ilhéus. Para se ter uma ideia, as demais cidades da região tiveram metade ou menos da metade de ocorrências registradas.

O município também teve aumento no número de homicídios em comparação a 2016. Inclusive, tento 74% de elucidação em comparação com o DHPP de Salvador e Dasvoorpins, que chega até 14 proventos de eluciadação.

Itacaré fechou 2017 com um total de 746 procedimentos e 1.552 ocorrências, sendo 39 APFs (prisão em flagrante), 242 inquéritos instaurados, 136 inquéritos remetidos, 64 de TCOs (Termos Circunstanciados) instaurados, 09 BOCs (Boletins Circunstaciafos com relação ao menor de idade sem violência a pessoa vítima) instaurados, 06 BOCs remetidos, 12 IPAIs (Investigação policial – menor infrator existindo violência a pessoa ou ameaça) instaurados, 05 IPAIs remetidos, 109 representações por prisão preventiva/temporária, 09 representações por internação ao de menor infrator, 06 representações por busca e apreensão, 14 quebras de sigilo telefônico, insanidade mental e medidas protetivas, 3.379.16 drogas apreendidas em gramas e 15 armas apreendidas. 366 Procedimentos Policiais Instaurados, 138 Medidas Cautelares Remetidos à Justiça e 242 Procedimentos Policiais Remetidos à Justiça (IP, TCO, BOC e IPAI). (Itacaré Informa)