Nesta quinta-feira, 09, às 18h, a ABIH-BA promoverá Live para o setor hoteleiro sobre o novo Protocolo de Reabertura-Meios de Hospedagem criado pelo Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-Nacional), Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e União Nacional de Convention & Visitors Bureau e Entidades de Destino (Unedestinos). A intenção é preparar o turismo para um retorno gradual das atividades.

A live será realizada no YouTube e Instagram da ABIH-BA para o público em geral e para quem é associado poderá participar da live através do Zoom, ferramenta que permite os participantes interagirem e tirarem dúvidas com Luciano Lopes, presidente da entidade, Renata Proserpio, diretora da ABIH-BA, Cida Aguilar Lima, empresária e proprietária de três empreendimentos hoteleiros em Itacaré e Adriana Linhares, consultora de qualidade da BSA Consultoria e farmacêutica. Perguntas poderão ser enviadas antecipadamente para [email protected]

#ABIHBA #MinisterioDoTurismo #ProtocolosDeHigienizacao #Turismo #HotelariaBaiana


A Prefeitura de Itacaré, em parceria com os mais diversos segmentos da comunidade, continua com o trabalho de conscientização da população sobre o uso correto de máscaras como forma de preservar a vida de quem se ama, além de doar as máscaras e fiscalizar pessoas físicas e estabelecimentos comerciais para que a legislação seja cumprida. O trabalho já foi realizado em bairros como o Centro, Porto de Trás, Marimbondo, Passagem, Pituba, Bairro Santo Antônio, Marambaia e várias outras comunidades.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, informou que as ações de conscientização vão continuar nos mais diversos bairros e distritos, como forma de preservar vidas e mostrar como se proteger contra o Covid 19. O trabalho consiste na vista aos comércios e ruas dos bairros orientando a comunidade, comerciantes, comerciários e consumidores sobre o uso correto das máscaras como forma de evitar a proliferação do coronavírus e salvar vidas.

Além do trabalho de orientação sobre saúde e a necessidade de cumprimento da legislação em vigor, que prevê multas e até cassação do alvará, as equipes distribuem máscaras para quem não tem condições de comprar. A proposta, segundo explicou o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, é que a comunidade se conscientize para a importância do uso das máscaras, protegendo a quem se ama e a cidade possa diminuir cada vez mais os casos de coronavírus para que em muito breve o município volte à normalidade, com o funcionamento do comércio e do turismo.

Durante a realização do trabalho de conscientização as equipes da Prefeitura e voluntários explicam também que o uso obrigatório e correto de máscaras agora é lei em Itacaré e o infrator poderá pagar multa e estar ainda sujeito às sanções previstas no Código Penal Brasileiro. O prefeito Antônio de Anízio publicou o decreto que regulamenta a Lei n. 362, de 17 de junho de 2020, aprovada pela Câmara de Vereadores, que dispõe sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção para circulação em locais públicos, durante as medidas para enfrentamento da emergência epidemia do coronavírus.


O plano de abertura da economia na Bahia foi apresentado na manhã desta terça-feira (7), pelo governador Rui Costa e pelo prefeito de Salvador, ACM Neto, durante uma coletiva virtual. O principal critério adotado neste protocolo comum é a capacidade de o poder público ofertar leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) à população baiana, de forma a priorizar a preservação de vidas.

O governador lembrou que os critérios e medidas que integram o protocolo valem não só para a capital, mas como para todo o território estadual, e que a primeira fase do protocolo só será ativada quando a taxa de ocupação de leitos de UTI permanecer em 75%, por pelo menos cinco dias seguidos.

“São parâmetros que valem não só para a capital mas para todo o território estadual e que foram feitos conjuntamente entre Estado e Prefeitura. Nosso desafio é reduzir o número de óbitos, que nos últimos dias se manteve entre 50 e 60 diários. Por isso intensificamos, da última semana para cá, a orientação de internamento daqueles pacientes que procuram UPAs e unidades de saúde, justamente para reduzir o número de pacientes em UTIs e, consequentemente, o número de óbitos. A nossa prioridade é salvar vidas”, enfatizou Rui.

Rui comentou ainda que, nos próximos dias, o Estado vai abrir novos leitos de UTI em diferentes regiões da Bahia. “Progressivamente, continuamos a abrir leitos de UTI no interior, a exemplo dos 40 instalados em Feira, no novo Clériston Andrade que está passando pelos últimos ajustes antes da abertura. Além disso, vamos abrir mais 10 em Valença, 10 em Jequié, 10 em Itabuna, 10 em Eunápolis, e ainda novas unidades de pronto atendimento em cidades como Jaguaquara e Gandu”, listou o governador.

Retomada da economia

Para Neto, a elaboração de um protocolo conjunto permitirá uma melhor compreensão da sociedade, bem como garantirá a segurança e transparência de todas as decisões tomadas de agora em diante. “Não tenho dúvida que a decisão de fazer um protocolo comum foi a mais acertada. Nossas equipes técnicas se juntaram, dialogaram exaustivamente e chegaram a esse plano de abertura que será ativado gradativamente e por três diferentes estágios”.

A Fase 2 só será ativada quando a taxa de ocupação de leitos de UTI se mantiver em 70%, também por, no mínimo, cinco dias. Já a Fase 3 só será colocada em prática quando o Estado alcançar taxa igual ou menor a 60%, também por pelo menos cinco dias. “Diante desse cenário, as atividades serão retomadas gradualmente, mas respeitando as diferentes fases, a exemplo de shopping centers e centros comerciais, que, na Fase 1, terão funcionamento escalonado para não impactar no transporte público e também terão que seguir uma série de regras, a exemplo de só permitir uma pessoa a cada nove metros quadrados nas áreas comuns e uma a cada cinco, dentro das lojas e, ainda, a utilização de apenas 50% das vagas de estacionamento”, exemplificou Neto.


A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) apresentou, na manhã desta terça-feira (7), um programa de retomada econômica da região sul da Bahia. O programa, que recebeu o nome em tupi-guarani “Amana”, que significa chuva, tem o objetivo de contribuir com a retomada econômica das regiões imediatas em 43 municípios da região sul da Bahia.

A equipe técnica da universidade vai oferecer cursos, consultorias, apoio jurídico e outros serviços para pessoas físicas, gestores públicos municipais, empresas de pequeno porte, empreendedor individual, associações e cooperativas da economia popular e solidária. A equipe é formada por mais de 20 professores, mestres e doutores, técnicos administrativos da instituição.

O Amana foi criado por meio da Assessoria de Planejamento (Asplan/Uesc), programa voltado a ajudar a economia regional e recuperá-la. Os departamentos da universidade que aderiram ao programa são de Ciências Econômicas, de Administração e Contabilidade e de Ciências Jurídicas.

De acordo com o professor Gustavo Joaquim Lisboa, gerente da Asplan, a recuperação econômica da região, em consequência da pandemia, pode demorar alguns anos e, por isso, o programa é importante.

“Os planos de ação são específicos e serão divulgados gradativamente. Tudo isso será no seu devido tempo. Vamos construir painéis informativos sobre as atividades comerciais e econômicas. É possível fazer painéis em diversas áreas. Além de consultorias e assessorias, incluindo as empresas juniores da universidade. Elas também farão esse apoio, além da parceria do Sebrae”, explica Lisboa.

A Amana tem previsão de execução em dois anos podendo ser prorrogada ou até mesmo tornar-se permanente. Os municípios de abrangência vinculados às ações do programa são da região imediata de Ilhéus e Itabuna: Almadina, Aurelino Leal, Barro Preto, Buerarema, Coaraci, Firmino Alves, Floresta Azul, Ibicaraí, Ibicuí, Ibirapitanga, Ilhéus, Itabuna, Itacaré, Itaju do Colônia, Itajuípe, Itapé, Itapitanga, Maraú, Santa Cruz da Vitória, São José da Vitória, Ubaitaba, Uruçuca; da região imediata de Camacan: Arataca, Camacan, Canavieiras, Jussari, Mascote, Pau Brasil, Santa Luzia e Una; da Região imediata de Ipiaú: Barra do Rocha, Dário Meira, Gandu, Gongogi, Ibirataia, Ipiaú, Itagibá, Itamari, Nova Ibiá, Piraí do Norte, Teolândia, Ubatã e Wenceslau Guimarães.

*As informações são do G1


O Município de Itacaré, por meio de sua Central de Informações COVID-19, recebeu uma denúncia de que o TXAI RESORT, estava recebendo clientes, por meio de fotos e vídeo. Tão logo a denúncia fora recebida, fora encaminhada para o grupo responsável e a administração, por meio do Procurador Geral do Município, requereu que fosse encaminhada ao local uma equipe de fiscalização composta por fiscal de tributos e diretoria de Vigilância Sanitária. Fora indicado pela Secretaria de Finanças o fiscal, Orlando Gomes Costa Junior, RUSSÃO. Pela Secretaria de Saúde, fora encaminhada a diretora de Vigilância Sanitária, Andréia Palafoz. Fora determinado pelo Procurador Municipal que tão logo o motorista da Fertur, chegasse a barreira este aguardasse a equipe de fiscalização, o que foi feito, quando questionado o mesmo estava com todos equipamentos de proteção individual EPI, como luvas, mascara, viseira, estava devidamente uniformizado e informou que saiu do Município de Itacaré levando uma encomenda, “peça para um veículo da empresa que estava quebrado no município de Itabuna, que tal peça fora recebida em Ilhéus por outro motorista da empresa e que foi orientado a ir até o aeroporto de Ilhéus para pegar colaborares do TXAI.

RESORTS, que estava chegando de MG”; Após os questionamentos este foi orientado que por conta de ter estado em área de risco, precisaria ser monitorado e seria colocado em quarentena, o que foi prontamente feito pelo Coordenador FELIPE, da barreira Sanitária.Após a equipe de fiscalização dirigiu-se ao TXAI RESORTS, onde foi recebida na portaria pela equipe da VIP SEGURANÇA e companhados até a recepção, onde foram recebidos pelo gerente, Sr. PAULO BARBOSA, que acompanhou nossa equipe por todo o RESORT, conforme demonstram as imagens.

Durante a fiscalização notamos que o empreendimento não está recebendo hospedes, que está fechado, passando por manutenção, que as áreas de uso comum estão isoladas e a denuncia não confere com a realidade, as pessoas que chegaram no aeroporto foram colaboradores do TXAI RESORT, que vieram para capacitação da equipe de A&B, sendo dois Cheffs de Cozinha e uma Gerente.

Após vistoria e registros fotográfico, foram prestadas informações no sentido de evitar situações futuras, com informação prévia a gestão, bem como nos foi informado pelo gerente do empreendimento, que a Sala VIP do TXAI no aeroporto de Ilhéus continua em
funcionamento bem como aproveitou a chegada dos colabores para colocar em prática os protocolos de receptivo que serão utilizados quando retornar as operações, “A melhor maneira de avaliar os protocolos, é testando em nossa própria equipe externa, aproveitamos o ensejo para testar aquilo tudo que está no papel e ver a eficácia do treinamento recebido pela nossa equipe e prestadores”, informou Paulo Barbosa.
Quando a equipe de fiscalização já estava pronta para regressar, fora solicitado pelo Gerente a Equipe da VIP que passasse por todo o empreendimento conosco a fim de que houvesse comprovação de que as operações estavam de fato todas suspensa conforme regramento municipal. O que foi feito, encerrada então a visita de fiscalização com a certeza de que recebemos mais uma denúncia falsa.
Para maior clareza firmo o relatório eletrônico e disponibilizo o relatório físico para que seja assinado pelos demais membros da equipe de fiscalização.

Confira o relatório completo clicando aqui.


A Policia Civil da Bahia vai paralisar suas atividades, por 24 horas, na quarta-feira (08jul20). O anúncio foi feito pelo presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia (Sindipoc), Eustácio Lopes, após assembleia extraordinária da categoria. Ele reclama de descasos da gestão da Polícia Civil e do Governo do Estado já que, segundo o Sindipoc, todas as tentativas de diálogo e negociação foram fracassadas. Informa que o número de policiais civis infectados não para de crescer enquanto o governo ignora leis, normas e os protocolos de biossegurança, sem fornecer regularmente os Equipamentos de Proteção Individual, assim como, a testagem para todos os policiais civis.


O município de Itacaré foi mais uma vez destaque entre as cidades do Território Litoral Sul com as melhores notas na avaliação do nível de transparência das contratações emergenciais utilizadas no combate à COVID-19 realizada pelo Instituto Nossa Ilhéus (INI), atingindo o índice de Ótimo em transparência. Itacaré somou 84,8 pontos e ficou no terceiro lugar em transparência no uso dos recursos de combate ao Covid 19, ficando com a mesma posição que o segundo lugar, Floresta Azul, perdendo apenas para o município de Ilhéus.

Além de Itacaré, foram avaliados os municípios de Almadina, Arataca, Aurelino Leal, Barro Preto, Buerarema, Camacã, Canavieiras, Coaraci, Floresta Azul, Ibicaraí, Ilhéus, Itabuna, Itaju do Colonia, Itajuípe, Itapé, Itapitanga, Jussari, Maraú, Mascote, Pau-Brasil, Santa Luzia, São José da Vitória, Ubaitaba, Una e Uruçuca. O município de Itacaré atendeu a praticamente todos os itens avaliados e foi apontado como uma referência na questão da transparência.

Esses números, onde coloca Itacaré como Ótimo, segundo avaliou o prefeito Antônio de Anízio, demonstra a forma transparente como vem sendo feito o combate ao coronavírus no município, com responsabilidade e compromisso com a saúde do cidadão. E o trabalho, segundo adiantou o prefeito, vai continuar, com seriedade, responsabilidade e transparência, com a prestação de contas feitas regularmente não somente nos sites e portais oficiais, como também nas redes sociais, para que todo o cidadão itacareense possa acompanhar como vem sendo gastos os recursos públicos.