Uma série de novidades e inovações vão marcar o 5º Festival Gastronômico “Sabores de Itacaré – Uma nova experiência”, realizado pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Turismo, que acontecerá no período de 12 a 15 de julho. Esse ano o tema central será gastronomia de raiz, valorizando os produtos regionais.

E para discutir todos esses detalhes, a Prefeitura de Itacaré realizou nesta quarta-feira um encontro com empresários e parceiros do evento onde foram apresentadas as mudanças e debatidas as sugestões para deixar o festival gastronômico ainda melhor. Durante o encontro foi feita uma avaliação do 4º Festival e traçadas estratégias de organização da 5ª edição. Ainda na reunião foram apresentadas as novas categorias, discutida a média de preços, além da programação e atividade no período.

Este ano o número de vagas subiu de 30 para 40 estabelecimentos divididos em 5 categorias: Prato Principal, Petisco, Lanche, Sobremesa e Drinks. Outra grande novidade de 2018 é a realização da Feira Gastronômica na Orla de Itacaré que contará com estrutura para 20 Barracas e comercialização de mini porções nas categorias: Prato principal, Petisco, Lanche e Sobremesa.


Após a mudança da delegacia de Itacaré, a importante rua em frente ao novo imóvel, “válvula de escape”, no centro da cidade, vêm causando muita polêmica e debate entre moradores. Com o fechamento da rua, motoristas tem que contornar pela rua da prefeitura para fazer o contorno, afogando o transito na rua do Banco do Brasil e causando inúmeros transtornos.

“Não era mais fácil colocar a placa de proibido estacionar, só carros oficiais na rua e liberar o contorno, até porque a delegacia só tem uma viatura”, comentou o morador Zé Alberto.

“Pra uma cidade turística, aquilo esteticamente ficou horrível, um monte malote de concreto bem no centro da cidade, nossa, acho maior falta de noção, sem falar que estacionar hoje no Centro de Itacaré virou loteria, imagine isso no verão, vai virar literalmente um caos”. comentou a motorista Isadora de Sá.

“Tem coisas que não entendo em Itacaré, na antiga delegacia rua paralela que poderia ser fechada teoricamente pelo pouco movimento da rua, o transito era liberado. Agora no Centro com fluxo cada dia maior de veículos fecham a rua, e o pior ninguém foi informado previamente, e o mais engraçado é que só tem uma viatura, e a população têm que aceitar, só em Itacaré mesmo”.Comentou o motorista Igor Santos.

Com a palavra Prefeitura Municipal de Itacaré (Secretaria de Transporte e Trânsito).


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou, nesta terça-feira (17), um reajuste de 17,22% nas tarifas da Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba). Para consumidores conectados à alta tensão, o aumento será de 16,17%, e para a baixa tensão, a alta será de 17,27%. As novas tarifas já vigoram a partir do próximo domingo (22). A Coelba pertence ao grupo Neoenergia e atende a 5,9 milhões de unidades consumidoras em 415 dos 417 municípios da Bahia. Segundo a diretoria da Aneel, a aprovação ocorreu em reunião pública e diz respeito à Revisão Tarifária Periódica da Coelba. De acordo com a Coelba, este ano a empresa passou pela quarta Revisão Tarifária, processo realizado periodicamente pela Aneel em todas as distribuidoras de energia elétrica do país. No caso da Bahia, a Revisão Tarifária ocorre a cada cinco anos, conforme contrato de concessão, estabelecido entre a Coelba e a União. No processo, o valor da tarifa pode ser alterado para mais ou para menos, dependendo das mudanças ocorridas nos custos e no mercado das empresas, e do estímulo à eficiência e ao equilíbrio tarifário, entre outros aspectos, como, por exemplo, o volume de investimentos realizados pela concessionária. *Informações do CORREIO


Interessados nos portos públicos da Bahia, representantes da China Communication Construction Company Group (CCCC) fizeram visita técnica às instalações do Porto de Ilhéus, na segunda-feira (16). Eles foram acompanhados pela diretoria da Bahia Mineração (BAMIN) e recebidos pelos diretores da Companhia das Docas do Estado da Bahia (CODEBA), Carlos Taboada, de Infraestrutura e Gestão Portuária, e Marise Chastinet, de Gestão Comercial e de Desenvolvimento. “Pretendemos descarregar os materiais dos projetos através do Porto de Ilhéus, que possui as condições de infraestrutura adequadas”, disse Liu Yueping, representante da CCCC na América. A BAMIN e a CCCC assinaram, em setembro do ano passado, um Memorando de Entendimentos com o objetivo de desenvolver o sistema ferroviário (FIOL) entre Ilhéus e Caetité, o Porto Sul e o projeto Pedra de Ferro, que pretende viabilizar a produção de 18 milhões de toneladas/ano de minério de ferro por um período de 30 anos. O diretor Carlos Taboada considerou a visita dos chineses importante não só para a cidade de Ilhéus e toda a região, como também para o Estado da Bahia. “Eles pretendem assumir a obra da FIOL, o trecho Caetité – Salvador com o transporte de minério, e isso vai gerar um fortalecimento da economia, com novos empregos e implantação de novas indústrias. Até o Porto Sul ficar pronto, vão usar o Porto de Ilhéus”. A diretora Marise completou que este encontro “possibilita viabilizar negócios diretamente da China com Salvador e Ilhéus o que é muito positivo para a Bahia”. (Giro em Ipiaú)


Na Bahia, 638.031 contribuintes ainda não enviaram a declaração do Imposto de Renda à Receita Federal até às 17h desta terça-feira (17), faltando 13 dias para o final do prazo. O envio do documento foi iniciado pela Receita Federal no dia 1º de março. A expectativa é que, até o dia 30 de abril, quando o prazo se encerra, sejam entregues 1.158.000 de declarações. Na Bahia, foram recebidas 519.969 declarações. Em todo o país, segundo a Receita, foram entregues, também até as 17h desta terça, 12.788.910 declarações. A expectativa é que 28,8 milhões de contribuintes entreguem o documento no Brasil. A Receita alerta que os contribuintes que perderem o prazo estarão sujeitos ao pagamento de multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido.


PREFEITURA MUNICIPAL DE ITACARÉ – BA
GABINETE DO PREFEITO

NOTA PÚBLICA

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, vem a público informar que, com relação a paralisação dos trabalhadores em educação da rede municipal, em nenhum momento se furtou a discutir com a categoria sobre qualquer assunto referente a melhoria do ensino público e muito menos no tocante aos salários dos servidores. Desde que assumiu a gestão o governo municipal tem mantido o diálogo constante com os trabalhadores, tanto sim que disponibilizou para a APLB/Sindicato a relação de trabalhadores, cargos e salários para realizar de forma conjunta e transparente um estudo na folha de pagamento. Tudo isso porque o governo municipal tem atuado com compromisso com a educação e responsabilidade com a gestão pública.

E esse compromisso, conforme é de conhecimento da categoria, não é somente da atual gestão do prefeito Antônio de Anízio, mas também da administração passada em que esteve sempre aberto ao diálogo e aprovou no seu período todas as reivindicações da categoria, como também o Plano de Cargos e Salários, um marco na história da educação municipal. Um compromisso tem se estendido também na atual gestão. Mesmo porque, investir em educação não é somente falar de cargos e salários, mas na construção de novas escolas, na melhoria das unidades, numa melhor qualidade do ensino, no transporte e numa alimentação melhor. E tudo isso, não somente os trabalhadores em educação, como também a comunidade de Itacaré tem ciência e reconhece o empenho do governo municipal. Porque é assim que age quem tem compromisso com o povo.

Nesse sentido, o governo municipal considera a paralisação como desnecessária e injustificada, já que o diálogo está e continua sempre aberto. E apesar de todas as dificuldades, a Prefeitura de Itacaré vem honrando os seus compromissos e pagando em dia os salários dos servidores. Paralisar as atividades de forma desnecessária e sem motivos justificáveis nada mais é que uma ação política mesquinha, que por certo atende aos interesses dos opositores da educação, que não querem o avanço da cidade e que traz sérios prejuízos principalmente para o estudante da escola pública, que tem direito aos seus 200 dias letivos. E é por esses direitos e por uma educação melhor que estamos lutando.

Por esse motivo é que o governo municipal conclama todos os pais, alunos e servidores que sabem da luta e que tem compromisso com uma educação melhor, que não se deixem levar por motivações políticas eleitoreiras e que nas paralisações futuras, que se da mesma forma forem injustificáveis e desnecessárias, que exijam da APLB e dos trabalhadores em educação o seu direito de terem as aulas regulares.

O governo municipal se coloca à inteira disposição dos pais e dos trabalhadores em educação para continuar construindo uma cidade cada vez melhor, para que Itacaré continue avançando e as melhorias no ensino público continuem acontecendo pelo bem do povo da nossa terra.

ANTÔNIO MÁRIO DAMASCENO
Prefeito de Itacaré