Um golfinho foi encontrado morto nesta quarta-feira (15), na praia de Barramares, em Ilhéus, no sul da Bahia. De acordo com informações do projeto (A)mar, que monitora animais marinhos na região, o golfinho era uma fêmea de quase três metros.

Conforme o projeto, a suspeita é que ele pode ter se machucado com algum objeto de pesca, já que apresentava marcas de rede pelo corpo.

Também nesta quarta, duas tartarugas da espécie verde foram encontradas mortas em praias da cidade de Ilhéus.

Segundo informações do Projeto (A)mar, um dos animais foi achado na praia de Águas de Olivença e a outra na praia do Norte. Ainda não há informações sobre as causas das mortes.

Golfinho e tartarugas são encontrados mortos em praias de Ilhéus 2

Foto: Projeto (A)mar

Conforme o projeto, neste ano, três tartarugas já foram encontradas mortas na região de Ilhéus. Todas apresentavam marcas de objetos de pesca.

Fonte: Ilhéus.Net com Informações do G1


O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, presidente do Consórcio de Desenvolvimento Sustentável Litoral Sul (CDS-LS), assinará na manhã desta quinta-feira, às 10 horas da manhã, na Câmara de Vereadores, o contrato e a ordem de serviço para a reforma, cobertura e reestruturação do mercado municipal, a feira livre de Itacaré. A obra faz parte de um convênio no valor de R$ 708.655,94 firmado com o Governo do Estado da Bahia, através da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e Companhia de Ações Regionais (CAR), que prevê a conclusão dos boxes, cobertura, piso, canteiros, estacionamento e diversas outras melhorias que transformarão a feira de Itacaré numa referência regional.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio destaca a importância da reestruturação e reforma da feira, que será um marco na história da cidade e vai garantir um espaço muito melhor para os feirantes. Além disso, ele explicou que a nova feira vai atrair muito mais consumidores, melhorando ainda mais a qualidade dos produtos e movimentando a economia da cidade. As obras deverão ser iniciadas já nos próximos dias para que em muito breve a comunidade de Itacaré possa comemorar mais essa vitória.

A obra está sendo comemorada por toda a comunidade que aponta a nova feira não somente como um espaço melhor para a aquisição dos produtos, como também poderá ser um novo centro comercial de Itacaré. Feirante e representante da Associação do Assentamento Pancada Grande, o agricultor familiar José Ferreira Bubu, explicou que a nova feira vai garantir um movimento maior na economia da cidade, atraindo mais consumidores e possibilitando condições muito mais dignas para os comerciantes. Já os consumidores terão a oportunidade de dispor de uma feira muito mais bonita, com mais conforto e com alimentos muito mais saudáveis e bem conservados.


Itacaré estará sediando neste final de semana, dias 18 e 19, na Praia da Tiririca, a II Etapa do Circuito Itacareense de Surf Nova Geração, contando com disputas nas mais diversas categorias. As inscrições estarão abertas, com vagas limitadas, nas seguintes categorias: Iniciante (12 vagas), Feminino (08 vagas); Sub 10 (12 vagas), Sub 12 (16 vagas), Sub 14 (16 vagas) e Sub 16 (16 vagas). A realização é da Associação de Surf de Itacaré.

O presidente da Associação de Surf de Itacaré, Miguel Reis, informa aos atletas, pais e responsáveis que nesta sexta sexta-feira, dia 17, as 19 horas, na Colônia de Pesca Z-18 de Itacaré, estará acontecendo o meeting técnico da segunda etapa do Circuito Itacareense de Surf Nova Geração. No encontro serão confirmadas as últimas inscrições e discutidos os critérios da etapa. Os organizadores do evento lembram ainda que os itens de alimentos deverão ser entregues na Praia da Tiririca no primeiro dia do evento, que ao final da etapa serão doados para as crianças do projeto social Surfando para o Futuro.

Com uma nova roupagem e seguindo o alinhamento do Circuito Nacional Amador, a segunda etapa do Circuito Itacareense e as demais etapas irão prestigiar as categorias de base, dando pranchas, medalhas e kits do 1° ao 4° lugar em todas as categorias. Os organizadores do evento informam que a intenção deste novo formato é investir e focar diretamente nos pequenos e nas categorias de base, fazendo uma interlocução direta com o projeto social Surfando para o Futuro.


Uma festa com grandes atrações musicais, alegria e muita animação para encerrar a festa em louvor a Senhor do Bonfim, padroeiro do distrito de Água Fria. Assim será o Água Fria Fest 2020, que acontecerá nos dias 08 e 09 de fevereiro e vai contar com atrações como Kevi Jonny, Lordão, Tony Canabrava, Quarto Light e Bonde do Véi. O Água Fria Fest também faz parte das comemorações alusivas aos 288 anos de emancipação política de Itacaré.

De acordo com a programação, a festa começa no sábado, dia 08, com a apresentação das bandas Quarto Light, Tony Canabrava e Bonde do Véi. No domingo o Água Fria Fest terá como atrações a Banda Lordão e Kevin Jonny, um dos grandes sucessos do momento.

O objetivo da festa, segundo informou o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, é manter a tradição do distrito de Água Fria, além de garantir a oportunidade de mais lazer e entretenimento para os moradores da região rural, da sede e também para os turistas. O evento também é uma oportunidade de realização de negócios, movimentando a economia do distrito. E para garantir mais segurança na festa, a Prefeitura de Itacaré conta com o apoio da Polícia Militar e da equipe de fiscalização que estarão adotando um esquema especial de atendimento ao cidadão durante todo o Água Fria Fest 2020.


Uma prova de ciclismo aconteceu no domingo, 12, nas estradas de região. Trata-se do Audax, um tipo de competição onde o que importa é concluir o percurso dentro do tempo estabelecido, independente da ordem de chegada dos competidores.

Com 200 km de extensão e largada às 5:00 horas da manhã em Itabuna, cabia aos atletas vir para Ilhéus, depois para Uruçuca, dirigir-se até o trevo desta cidade com a BR 101, retornar até o entroncamento de Itajuípe e seguir até o posto Nego Véio, em Itabuna. A partir daí, o ciclista retornaria no sentido inverso, refazendo todo o percurso para terminar em Itabuna, onde deveriam chegar até 18:30h, completando a prova dentro do tempo máximo de 13 horas e meia.

Estiveram presentes na competição ciclistas dos municípios de Vitória da Conquista, Itapé, Eunápolis, Poções, Ubaitaba, Ilhéus, Pau Brasil, Uruçuca e de Itabuna. A competição contou com a presença de duas ciclistas.

Ao todo, dezoito ciclistas completaram validamente a prova, incluindo as duas mulheres que estavam inscritas, habilitando-os a competir na etapa seguinte do Audax, de 300 km de extensão.

Cinco ciclistas de Ilhéus concluíram a prova: Davi Stanley, Julio Gomes, Leandro Sprotte, Rui Xavier e Simone Barreto.

Representaram Itabuna os atletas Carlos de Jesus, Dinarte Cruz, Fábio Lopes e Francisco Alves.

O Audax 200 foi realizado pelo clube Audax Sul Baiano, sediado em Itabuna, que promete realizar novas provas de ciclismo com percurso de 200, 300 e 400 km, todas no ano de 2021, com largada e chegada em Itabuna.


De terça-feira (21) até sexta-feira (24), estará aberta a inscrição para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O sistema permite que candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) disputem uma vaga nas universidades públicas participantes. São 237.128 vagas em 128 instituições de todo o país.

A inscrição é feita pela internet com a nota do Enem, que deve ser divulgada nesta sexta-feira (17), segundo o calendário do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pela prova.

No site do Sisu, é possível escolher duas opções de cursos, em diferentes universidades federais e estaduais espalhadas pelo país. Quem teve melhor pontuação no Enem tem mais chances de conquistar a vaga.

Para fazer esse planejamento, basta acessar o site http://sisu.mec.gov.br/cursos e fazer a escolha por nome do curso, instituição ou município.

Fonte: G1 Bahia


O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciaram na tarde de ontem (14), em Brasília, que o salário mínimo de 2020 será elevado de R$ 1.039 para R$ 1.045. Uma medida provisória (MP) será editada pelo presidente nos próximos dias para oficializar o aumento.

“Nós tivemos uma inflação atípica em dezembro, a gente não esperava que fosse tão alta assim, mas foi em virtude, basicamente, da carne, e tínhamos que fazer com que o valor do salário mínimo fosse mantido, então ele passa, via medida provisória, de R$ 1.039 para R$ 1.045, a partir de 1º de fevereiro”, afirmou Bolsonaro no Ministério da Economia, ao lado de Guedes. O presidente e o ministro se reuniram duas vezes ao longo do dia para debaterem o assunto.

No final do ano passado, o governo editou uma MP com um reajuste de 4,1% no mínimo, que passou de R$ 998 para R$ 1.039. O valor correspondia à estimativa do mercado financeiro para a inflação de 2019, segundo o Índice Nacional do Preços ao Consumidor (INPC), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Porém, o valor do INPC acabou fechando o ano com uma alta superior, de 4,48%, anunciada na semana passada e, com isso, deixou o novo valor do mínimo abaixo da inflação. Por lei, esse é o índice usado para o reajuste do salário mínimo, embora a inflação oficial seja a medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que fechou o ano de 2019 em 4,31%.

“Nós vamos ter que achar os recursos para fazer isso, mas o mais importante é o espírito que o presidente defendeu, da carta constitucional, que é a preservação do poder de compra do salário mínimo”, afirmou Paulo Guedes. Segundo o ministro, com o novo aumento, o impacto nas contas públicas será de cerca de R$ 2,3 bilhões, que poderão ser compensados com R$ 8 bilhões de arrecadação extra prevista pelo governo.

“Nós já temos, eu prefiro não falar da natureza do ganho, que vai ser anunciado possivelmente em mais uma semana, nós já vamos arrecadar mais R$ 8 bilhões. Não é aumento de imposto, não é nada disso. São fontes que estamos procurando, nós vamos anunciar R$ 8 bilhões que vão aparecer, de forma que esse aumento de R$ 2,3 bilhões vai caber no orçamento”, informou o ministro. Ainda segundo ele, caso não seja possível cobrir o aumento de gasto no orçamento para custear o valor do mínimo, o governo não descarta algum contingenciamento.

Até o ano passado, a política de reajuste do salário mínimo, aprovada em lei, previa uma correção pela inflação mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no país). Esse modelo vigorou entre 2011 e 2019. Porém, nem sempre houve aumento real nesse período porque o PIB do país, em 2015 e 2016, registrou retração, com queda de 7% nos acumulado desses dois anos.

O governo estima que, para cada aumento de R$ 1 no salário mínimo, as despesas elevam-se em R$ 355,5 milhões, principalmente por causa do pagamento de benefícios da Previdência Social, do abono salarial e do seguro-desemprego, todos atrelados ao mínimo.Fonte: Agência Brasil.