Por 74 votos a 0 e uma abstenção, o plenário do Senado decidiu pela perda do mandato do ex-líder do governo na Casa, Delcídio Amaral, responsável pela delação mais fulminante até agora na Lava Jato, que acusa a presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Lula, o presidente do PSDB Aécio Neves e a cúpula do PMDB no Senado, incluindo o presidente da Casa Renan Calheiros.

A votação em plenário foi feita pelo painel eletrônico, o que agilizou o processo. A cassação teve como base a quebra de decoro de Delcídio ao ser preso em flagrante tentando obstruir as investigações da Lava Jato. Ontem, o agora ex-parlamentar fez um depoimento emocionado à CCJ no qual chegou a chorar e afirmar que o plano de fuga do ex-diretor da Petrobrás Nestor Cerveró, que levou à sua prisão, nunca foi concretizado.

Senadores do PSDB, cujo presidente Aécio Neves entrou na mira da Lava Jato graças ao depoimento de Delcídio, ainda tentaram, sem sucesso, defender a tese da defesa do parlamentar para que a cassação não fosse votada hoje. Com isso, a expectativa é de que o político, o único que já foi filiado ao PSDB e ao PT, perca seu mandato e, com isso, o foro privilegiado a que tem direito.

Após ser pego em flagrante tentando planejar a fuga de Cerveró, Delcídio foi preso preventivamente no ano passado e decidiu colaborar com as investigações. Ele chegou a ser denunciado por tentativa de obstruir as investigações e, caso perca o mandato, deverá ser julgado pelo juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato no Paraná. (O Estadão)


O srº Kelmane D. Fontes recebeu na manhã desta segunda-feira (09), nas Loja Rural Vet Casa & Construção, a sua Geladeira Consul Duplex 2 Portas Frost Free 340 Litros. Kelmane que é morador do povoado do Capitão, Zona Rural de Itacaré, foi o primeiro sortudo sorteado pela Campanha CDL de Itacaré é D+, que sorteará mais 02 Smartphones, um pra você, e outro para presentear quem você ama no dia 11/06, na Praça São Miguel com transmissão ao vivo pela Itacaré Fm.

WhatsApp-Image-20160510 (1)

E a loja onde ele realizou a compra foi a Rural Vet Casa & Construção, situada Rua João de Souza, 137, no Centro de Itacaré. Telefone:(73) 3251-2246.

Faça como Kelmane, compre e fortaleça o comercio de Itacaré, e ainda concorra a vários prêmios. E para participar é muito fácil, é só comprar qualquer item a partir de R$; 20,00 nas lojas participantes da Campanha, facilmente identificada com o banner da campanha, preencher o cupom, depositar na urna da campanha e torcer.


Michael Schumacher está muito próximo da morte. Pelo menos é o que diz um dos neurocirurgiões que operou o piloto alemão, que sofreu um gravíssimo acidente quando esquiava nos alpes franceses, em 29 de dezembro de 2013. “Ele não pesa mais do que 45 quilos e apenas um milagre pode mantê-lo vivo. Resta esperar. É uma questão de horas”, afirmou o médico, em entrevista ao site News Every Day. Por ter batido a cabeça, o ex-campeão da Fórmula 1 entrou em coma e passou por diversas cirurgias. Schumi ficou seis meses em coma e despertou em junho de 2014. Depois disso, o alemão foi levado para casa, pela família, em setembro do mesmo ano. Desde então, o O heptacampeão da F1 vem recebendo acompanhamento 24 horas por dia. (Voz da Bahia)


om 47 deputados em exercício, a bancada do PP na Câmara quer decidir hoje (10) o futuro de Waldir Maranhão (MA). O grupo, reunido desde as 10h30, está praticamente decidido sobre o afastado de Maranhão do partido e consequentemente da presidência da Câmara – cargo que ocupa interinamente. A decisão será oficialmente formalizada às 17h, durante o encontro da Executiva Nacional da legenda. De acordo com a composição da chapa que elegeu Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para o comando da Câmara, a vaga na presidência interina pertence ao PP. O partido decidiu discutir o assunto após as atitudes tomadas ontem (9) por Maranhão. Ele anulou a sessão de admissibilidade do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff na Câmara e, no fim da noite, revogou a anulação. Um dos mais polêmicos da legenda, o deputado Julio Lopes (RJ) afirmou que Maranhão cometeu “atentado contra o partido e contra a democracia” ao decidir, sozinho, sobre a suspensão de parte do processo na Câmara. Mesmo com a revogação da medida, a situação de Maranhão dentro da legenda parece não poder mais ser revertida.

Tanto Lopes quanto outros petistas, como o gaúcho Jerônimo Goergen, querem o afastamento de Maranhão que, imediatamente, teria que deixar o mandato e o cargo de presidente interino da Câmara. Se isso ocorrer, o que o PP defenderá são novas eleições para o comando da Casa. Ontem, DEM e PSD ingressaram com uma representação contra Maranhão no Conselho de Ética, pedindo a cassação de seu mandato, por abuso de autoridade.

Waldir Maranhão votou contra o prosseguimento do processo de impeachment de Dilma Rousseff na Câmara. Ele mudou de voto em cima da hora, contrariando a orientação nacional do PP, seu partido. Devido à atitude, o deputado foi destituído da presidência do diretório estadual do partido no Maranhão.

Na reunião, os deputados do PP também tentam definir os dez pontos que serão encaminhados ao vice-presidente Michel Temer, como sugestões para o governo provisório, caso Dilma Rousseff seja afastada pelo prazo de 180 dias na votação de amanhã (11) do Senado.

Mesa Diretora

O impasse sobre uma nova composição da Mesa Diretora da Câmara esbarra na legislação interna da Casa e não há consenso sobre o que pode ser feito desde que Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi afastado da presidência por uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). O colegiado deve se reunir hoje para tentar uma solução. Pelo Regimento Interno da Casa, a vaga só fica disponível em casos de morte, renúncia ou perda de mandato. Cunha deixou claro que não irá renunciar. As mesmas regras ainda estabelecem que qualquer vaga da Mesa até 30 de novembro do segundo ano de mandato deve ser preenchida com nova eleição, dentro de cinco sessões plenárias.


A presidente Dilma Rousseff analisa a possibilidade de apresentar um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) para anular o processo de impeachment ainda nesta terça-feira (10). Segundo o jornal O Globo, o principal argumento para o mandado seria o desvio de finalidade cometido por Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O então presidente da Câmara teria aceitado o pedido de impedimento de Dilma por “vingança”, após o PT ter decidido não apoiá-lo na Comissão de Ética da Câmara. A defesa de Dilma considera que o desvio de finalidade viciou todo o processo de impeachment. A equipe de Dilma, encabeçada pelo ministro da Advocacia-Geral da União (AGU), José Eduardo Cardozo, analisa as possíveis estratégias para apresenação do mandado. A publicação destaca ainda que o cenário mudou desde a decisão do deputado Waldir Maranhão (PP-MA). O presidente interino da Câmara voltou atrás na anulação das sessões do impeachment e tornou a votação válida outra vez. O grupo da presidente Dilma discute as possíveis medidas para derrubar o impeachment ou, pelo menos, retardar a votação do Senado. Ainda segundo a reportagem, a análise é de que, uma vez que os senadores votem a matéria em plenário, culminando com o afastamento de Dilma por até 180 dias, as chances de reverter a cassação ficam praticamente inviáveis. A expectativa do governo era contar com o presidente do Senado, Renan Calheiros, para atrasar um pouco o cronograma estabelecido na Câmara após Waldir Maranhão decidiu anular as sessões da Câmara que resultaram na autorização para o Senado julgar a presidente Dilma. Porém, Renan ignorou o ato de Maranhão e manteve o rito estabelecido, que prevê a votação para esta quarta-feira.


O apresentador Fausto Silva costuma chamar muita atenção pelo que usa à frente do “Domingão” a cada semana. No último domingo, o figurino era bem discreto, mas o que realmente sobressaiu foi o relógio de Faustão, avaliado em quase R$ 400 mil. Esse valor equivale a um apartamento de dois quartos em muitas capitais do país. Trata-se do modelo RM11-01 Roberto Mancini Titanium, da marca suíça Richard Mille. Esse não é o único relógio caríssimo que Faustão ostenta. Em sua coleção existem ainda peças das grifes Rublot (entre R$ 30 mil e R$ 90 mil cada modelo) e Frank Müller (entre R$ 100 mil e R$ 500 mil cada relógio).


Menos de 24 horas depois da abertura das inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Ministério da Educação já registrava 1.018.148 de candidatos inscritos até as 9h30 desta terça-feira (10). As inscrições começaram às 10h desta segunda (9) e ficam abertas até o dia 20 de maio, às 23h59. Os interessados devem acessar o site do Enem munidos de CPF, número do RG e informar endereço de e-mail – cada estudante deve ter e-mail próprio para fazer a inscrição, que custa R$ 68. Este ano, as provas serão realizadas nos dias 5 e 6 de novembro.