Itacaré será a capital gastronômica da Bahia entre os dias 25 e 28 de julho. Neste período acontece a 6º edição do Festival Gastronômico “Sabores de Itacaré”. Pode ser entrada, prato principal ou sobremesa. São várias opções no evento que tem o objetivo de valorizar a agricultura familiar, gastronomia de raiz e roteiros gastronômicos. Diversos chefs se revezarão para trazer o melhor da gastronomia da região.

O evento é uma realização da Prefeitura de Itacaré, por meio da Secretaria Municipal de Turismo e tem o patrocínio da Secretaria Estadual de Turismo, Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural por meio da CAR Governo da Bahia. O Festival tem o apoio do Sindicato Patronal de Hospedagem e Alimentação de Itacaré, Faculdade Madre Thais, IGA – Instituto Gastronômico das Américas, Ertour, SENAC e da Cervejaria Eisenbahn.

Esse ano participam 42 estabelecimentos e mais de 50 pratos estarão disponíveis. No festival, os restaurantes usam a criatividade na elaboração dos pratos, que obrigatoriamente devem conter ingredientes da agricultura familiar regional. Entre os chefs participantes estão nomes renomados a exemplo de Ícaro Rosa, Clécio Campos, André Otero, Henrique Cruz, Paulo Melo, Júnior França, Marice Rocha, Leleco, Fabi, Frederico Zoppas, Jô, Lelo, Paulo Pinto, e Marly Catarina.


Os cinco homens que desapareceram em um barco pesqueiro na costa da cidade de Belmonte, no extremo-sul da Bahia, foram encontrados na tarde deste sábado (20), em Ilhéus, que fica a cerca de 300 km do município onde o grupo sumiu. Os pescadores estavam desaparecidos desde quinta-feira (18). Eles foram encontrados a 20 km da costa, à cerca de 48h após ficarem à deriva. Os cinco pescadores, desidratados, foram levados para um hospital, mas passam bem.

O grupo saiu para pescar no dia 10 de julho, partindo da cidade de Canavieiras. Eles ancoraram o barco na costa de Belmonte e, por volta do meio-dia de quinta, o cabo que prendia a embarcação na poita, espécie de âncora, se rompeu. Com isso, a embarcação ficou em alto mar. Os pescadores tentaram dar partida no motor do veículo para voltar à costa, mas não conseguiram. Ainda na quinta, eles chegaram a passar mensagem de rádio para as embarcações próximas, avisando do rompimento. *Com informações do G1


A Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria Municipal de Turismo está com um Stand divulgando o 6º Festival Sabores de Itacaré na 11ª edição do Chocolat Bahia – Festival Internacional do Chocolate e Cacau de Ilhéus. O evento que está acontecendo no Centro de Convenções do município, o festival tem a participação de 170 expositores e reúne 70 marcas de chocolate de origem. Contou com a presença do governador Rui Costa na última quinta-feira (18). “Cada vez que venho ao evento, eu fico mais entusiasmado e otimista. Ele representa o ressurgimento da economia do cacau. Estamos saindo daquela lógica de exportar o cacau in natura para agregar valor. É impressionante a qualidade e a diversidade de produtos. Também já temos garantida a presença do estado na feira do chocolate de Paris”, afirmou Rui.


Considerado o maior evento de chocolate de origem do Brasil, o festival segue até o próximo domingo (21). “A expectativa é de mais de 60 mil pessoas em quatro dias de evento. É um público de todo Brasil e do exterior. O primeiro dia já é um sucesso absoluto. Estamos felizes com o resultado alcançado e, principalmente, porque conseguimos agregar valor na produção de cacau e colocar essa região no patamar que ela sempre esteve: de referência mundial na produção de cacau, chocolate e turismo”, explicou o organizador do Chocolat Bahia, Marco Lessa.
O festival recebe apoio do Governo do Estado, por meio de diversas secretarias. Durante o evento, especialistas nacionais e internacionais discutem as tendências do setor no mundo. Palestras, workshops e cursos também fazem parte da programação. Fonte GovBA


Até novembro deste ano, as águas temperadas e claras de Itacaré e todo litoral baiano têm um extraordinário espetáculo a mais. A temporada de observação das baleias jubartes já começou e deve registrar maior concentração de cetáceos até o mês de outubro. Especialistas indicam que cerca de 20 mil baleias passarão pela costa brasileira nesse período.

A temperatura das águas é o principal atrativo e transformou o litoral baiano em área de reprodução das baleias jubartes. Ao longo do litoral da Bahia, é possível observá-las em Salvador, Praia do Forte, Morro de São Paulo, Itacaré e Caravelas (Abrolhos). O arquipélago de Abrolhos é considerado o maior berçário desses animais que encantam milhares de turistas todos os anos.

Embarcações de turistas partem de Caravelas em direção a Abrolhos, em um deslocamento de aproximadamente quatro horas, até que os visitantes possam assistir ao espetáculo das baleias, seus jatos de água e movimento da cauda. Protegidas pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e pela Marinha, os animais sentem-se seguros para dar saltos, exibindo até dois terços do corpo, o que faz a alegria dos visitantes.

Segundo Sérgio Cipolotti, biólogo do Projeto Baleia Jubarte, a temporada de avistamento é uma oportunidade para potencializar o turismo no litoral. “É possível desenvolver um turismo de experiência com animais em seu habitat natural, o que gera grande atrativo para as localidades costeiras, além de renda e empregos para as comunidades locais”, destaca.

Cuidados
Para garantir uma atividade turística responsável e que valorize o bem-estar dos animais são necessários alguns cuidados. Antes do embarque, o turista assiste a uma palestra para nivelamento de conhecimentos sobre as baleias, seu comportamento e detalhes sobre a atividade. Depois é distribuído um folder sobre o turismo de observação de baleias.

“Assim, os turistas já embarcam nos cruzeiros de observação com informações prévias e sabendo da legislação que regulamenta esta atividade (Portaria IBAMA N°117)”, pontua Sérgio.

Ainda de acordo com o biólogo, o Projeto Baleia Jubarte capacita, anualmente, marinheiros, mestres de embarcações e agentes de turismo para orientar turistas quanto às normas de avistagem. Esses profissionais acompanham os passeios promovidos por operadoras parceiras do projeto para garantir um contato responsável com os animais.
Fonte: Ascom/Secretaria de Turismo do Estado (Setur)

O prefeito de Itacaré e presidente do Consórcio de Desenvolvimento Sustentável – Litoral Sul, Antônio de Anízio, participou nesta sexta-feira, durante o 11º Festival Internacional do Chocolate e Cacau, no Centro de Convenções de Ilhéus, de um encontro com diversos secretários do Governo do Estado da Bahia para discutir uma série de ações visando o fortalecimento dos municípios regionais. Uma das pautas propostas pelo Consórcio foi a situação dos resíduos sólidos e as dificuldades enfrentadas pelos municípios regionais para se adequar às exigências legais.

De acordo com Antônio de Anízio, é importante garantir a destinação adequada dos resíduos sólidos e promover a implantação dos aterros sanitários, mas diante das dificuldades enfrentadas pelos municípios regionais é indispensável o apoio do Governo do Estado da Bahia na implantação dessas áreas. “Sem o apoio do Estado na implantação dos aterros e nos custos da manutenção fica impossível garantir uma correta destinação dos resíduos sólidos”, explicou o prefeito de Itacaré. O prefeito também solicitou o apoio do Estado no fortalecimento dos consórcios regionais, que tem sido um importante instrumento de busca de soluções para os problemas dos municípios.


Cavaleiros e amazonas de diversos municípios regionais estarão participando neste domingo, dia 21, da IV Cavalgada de Bom Jesus, em Itacaré, um evento beneficente, religioso e festivo que contará com programação religiosa, homenagens e várias atrações musicais. A festa acontecerá nos distritos de Taboquinhas e Água Fria e já é considerada como uma tradição do município. A realização é da Igreja Católica do Bom Jesus de Taboquinhas, com o patrocínio da Prefeitura de Itacaré.

E esse ano a quarta edição da Cavalgada do Bom Jesus vem com uma série de novidades, começando o evento em Taboquinhas, seguindo para Água Fria e encerrando a festa na Fazenda de Zé de Nezito, no povoado conhecido como Rasga Camisa (Porto das Farinhas). Tudo isso sem contar com atrações como Binho Alves, Paloma Portela, Maurício Aguiar e o Paredão Evolution.

De acordo com a programação, o evento começa às 8 horas da manhã com a missa celebrada da Igreja de Bom Jesus de Taboquinhas. Em seguida os cavaleiros e amazonas seguem para a Casarão Rosa, em homenagem aos 70 anos de fé e história da Igreja de Taboquinhas. Logo depois, às 10 horas, acontecerá o Momento Mariano, que todos os anos emociona os participantes. Já às 11 horas acontecerá o café da manhã e a bênção dos cavaleiros e amazonas, no distrito de Água Fria.

A festa de largo acontecerá na Fazenda de Zé de Nezito, no povoado do Rasga Camisa. Nesse local estarão se apresentando as atrações e o Paredão Evolution. Tudo isso com o tradicional churrasco. O primeiro lote das camisas da IV Cavalgada do Bom Jesus já está à venda na secretaria da Igreja de Taboquinhas e com os vendedores credenciados..

A iniciativa do evento foi da moradora de Taboquinhas Elzilásia Oliveira, popularmente conhecida como Dona Elzí, e tinha o objetivo inicial de arrecadar fundos para terminar a construção da casa paroquial. Além de abrir os festejos do novenário do padroeiro Bom Jesus de Taboquinhas, a cavalgada é também uma festividade cultural e tradicional do distrito.


Representantes do Assentamento Pancada Grande, no município de Itacaré, estiveram reunidos na manhã desta quarta-feira (17) no SETAF/BAHIATER/CAR/SDR- Litoral Sul Bahia, em Itabuna, com o objetivo de participar com uma Manifestação de Interesse no Edital 14/2019 do Programa Bahia Produtiva, com foco na linha temática Turismo de Base Comunitária. Acompanhados do presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável de Itacaré(CMDRS), José Alves Bubu, os associados buscaram maiores informações e dialogaram sobre o edital.

Com o público de agricultores familiares, quilombolas, povos indígenas, extrativistas, pescadores, comunidades fundo e fecho de pasto, o projeto tem valor total a ser aplicado de R$ 22,5 milhões, contemplando valor máximo por projeto em R$ 300 mil, distribuídos em aproximadamente 75 projetos para os 16 territórios. Para o coordenador da Bahiater/SDR, Marcos Vinícios, a Associação Pancada Grande se credencia na Manifestação de Interesse com bons indicativos. “Uma bela cachoeira, produção de alimentação saudável, organização associativa, talentos para culinária e a união de todos os associados, faz com que possamos torcer muito, para o sucesso da proposta ser aprovada”, pontuou o coordenador.

O chefe regional da CAR, Abiel Santos, informou sobre a importância das associações buscarem o SETAF, “Existe um barema de pontuação e quando as associações procuram nosso escritório, sempre saem com mais informações acerca dos editais, que podem melhorar a pontuação nas Manifestações de Interesses”, colocou. O presidente do CMDRSS de Itacaré, José Alves Bubu, agricultor assentado no Pancada Grande, agradeceu ao coordenador Marcos Vinícios e ao Chefe do Escritório Regional da CAR, Abiel Santos, pela atenção e orientações e disse ter cada vez mais a certeza de que a Manifestação de Interesse será de fato aprovada.