Atleta de Itacaré é o mais novo reforço do futebol feminino do Vitória.

O time feminino do Vitória, anunciou a contratações da atacante Itacareense Gabrielle para a disputa do Brasileirão feminino, após ter conquistado o acesso de forma invicta.

Conhecida pelo faro de gol apurado, Gabrielle de 23 anos, estava disputando o Baianão pelo Jequié onde marcou 14 gols na competição, sendo a vice-artilheira, e pra muitos uma das melhores atletas do campeonato.

Confira a entrevista da atleta para o site Você na Onda:

*Quando e como começou sua relação com o futebol?

Bom, minha relação com o futebol começou quando eu era nova, tinha 6 pra 7 anos, eu vi que eu não sentia vontade de brincar sentada com minhas colegas, só queria correr, chutar bola com os garotos da minha idade!
Quando minha mãe achava que eu estava em casa, eu estava no meio da rua, jogando com os meninos.

*O que significa para você essa contratação no Vitória?

A contratação no Vitória significa que o meu trabalho como uma profissional, está sendo reconhecido, eu sinto orgulho de mim, e das pessoas que sempre acreditaram em mim e nunca me fizeram desistir.
É uma felicidade enorme, da um passo deste tamanho no meu profissionalismo!  Acreditem, é gratificante, ser reconhecida!

*Quais são as suas inspirações e o que te estimula a continuar?

Meu avô, ele é uma das minhas inspirações, como pessoa e como uma atleta, infelizmente não está mais no meio de nós, pra ver até onde eu conseguir chegar e ver que não desistir!
E o que me estimula a continuar, é a minha família, eles me fazem não desistir, quando penso nessa possibilidade, lembro deles e me vem uma força enorme!

*Como você, mulher negra e itacareense enxerga o futebol feminino hoje?

Hoje enxergo de uma forma melhor, antes o futebol feminino, tinha muitos preconceitos, eu mesma! Já sofrir milhares, chegava pra jogar, só eu de mulher, e muitos meninos, não queriam deixar, por eu ser mulher.. ficavam falando que mulher não podia jogar, que só tinha homem e aquele bla blá todo . Mas, eu nunca desistir, nunca desacreditei de mim mesma.
E graças a Deus, nos mulheres, estamos vendo o futebol feminino crescer de uma forma maravilhosa.. Hoje os times masculinos da série A, são exigidos a criarem um time feminino.
Onde não tínhamos nada, hoje estamos ganhando nosso espaço, que acredito que precisa melhorar muito, mas, estamos!
E em relação a Itacaré rs
Difícil né, nunca tive qualquer ajuda financeira, patrocinadores, ou qualquer coisa do tipo, sempre foi apoio de familiares, meu treinador do último clube que passei ” Tinho ”  e muita força de vontade, minha para vencer!

*Sempre foi o seu sonho ser jogadora de futebol? 
-Sempre foi meu sonho, eu sonhava!
Desde pequena, eu falava que queria, que iria conseguir buscar algo melhor!
Recebi os parabén do meu ex namorado, o qual havíamos terminado há 7 anos, e quando ele venho me parabenizar, ele disse:
“Lembro quando namorávamos e você me dizia que iria ter um dia que você iria ter que ir atrás de seus sonhos, e eu ficava triste por que iríamos ficar longe, mas hoje quando soube desse passo enorme, fiquei muito feliz , você não tem noção do quanto imaginei mil coisas… e a principal foi o que sempre me dizia… “Vou da uma vida melhor para minha mãe”, concluiu.

Olha a palavra se cumprindo…

*Quais são as suas expectativas para o futuro?

Grandes!
Eu não cheguei onde eu quero, eu não conseguir realizar tudo que eu quero! Eu tenho planos maiores junto com Deus!
E se eu cheguei até aqui, eu posso ir mais longe!
E eu espero que o futebol feminino continuando crescendo, abrindo as portas e que nos mulheres cada vez mais, conquiste seu espaço! Por Suama Akoni // Você na Onda.


Comentários

Deixar uma Resposta