Após protestos em Taboquinhas, prefeitura responde a manisfesto.

Estudantes da rede escolar municipal e estadual de Taboquinhas, distrito de Itacaré, fizeram protestos pedindo a regularização do transporte escolar nesta manhã de segunda-feira (07). Os protestos tiveram início em frente a Secretaria de Administração local e seguiram para bloquear a BA-654, permanecendo até 16 horas da tarde.

O protesto só terminou com a chegada da Secretária Municipal de Educação, Maria do Socorro Carvalho, e com a chegada da TV Santa Cruz. A Secretária de Educação informou que o problema já está sendo resolvido e ainda esta semana será normalizado.

Em meio aos protestos, os estudantes chegaram a ir a casa do vereador Maurição, pedindo sua adesão ao movimento.

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Itacaré nos informou que o problema do transporte escolar já é antigo, e que uma das soluções seria a compra de pelo menos 08 ônibus, através do “Projeto Caminho da Escola”. Com esse intuito, o prefeito já encaminhou para Câmara de vereadores de Itacaré, mais de 3 vezes a solicitação para votação desse projeto. Contudo, até o momento não obteve sucesso.

Em documento, a assessoria mostra uma convocação que foi feita para uma sessão extraordinária de janeiro de 2016, na qual faltaram vários vereadores. Nessa oportunidade só compareceram os vereadores que são mais conhecido como Nego, o presidente da Câmara, Canelinha, Painho, Maurição e Da Lapa.

De acordo com a secretaria de Administração, o projeto foi enviado em outubro de 2014, onde até o momento o Presidente da Câmara não colocou em votação ou, quando coloca, os vereadores não comparecem e, por isso, não tem quórum suficiente. Parece haver uma mobilização da oposição para que o projeto não seja aprovado, numa manobra política que prejudica os interesses da sociedade.

Segundo informações, um fato curioso chamou à atenção, o vereador Litinho compareceu na câmara de bermuda e chinelo e permaneceu na plateia, não comparecendo oficialmente à sessão. Situação mas grave, foi a do vereador Pedrão que permaneceu fora da Câmara soltando fogos, comemorando a não votação do projeto. Ao fim de tudo, quem mais se prejudica com essa situação são os alunos, comentou a professora Conceição que atua na região de Ponto Novo.

A compra do ônibus escolar já gerou até polêmica na câmara de vereadores, que deverá continuar nessa terça-feira, com a próxima sessão da câmara. Enquanto isso, os alunos aguardam ansiosos uma solução, e informaram que os protestos seguirão para a próxima sessão da câmara.

O prefeito Jarbas informou através de sua assessoria, que mesmo sem poder adquirir os ônibus escolares através do Programa Caminho da Escola, os alunos não ficarão prejudicados. Ele mesmo está conversando com os prestadores de serviços do transporte escolar para conseguir uma solução o mais rápido possível. Segundo o prefeito, para algumas localidades, a situação já foi normalizada e nos próximos dias serão os alunos da região de Taboquinhas. O prefeito concluiu garantindo que os alunos não ficarão sem o transporte escolar. (Ascom/ Itacaré)


Comentários

Os comentários estão fechados.