Representantes das mais diversas modalidades esportivas participaram na manhã desta segunda-feira do I Seminário sobre Política Esportiva de Itacaré: diálogos sobre a formação do Sistema Municipal de Esportes e Lazer, promovido pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Cultura. O objetivo do encontro foi discutir de forma coletiva e com a participação de todos uma agenda positiva sobre a política esportiva no município de Itacaré.

O evento teve como palestrantes o professor Assistente da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), Temístocles Damasceno Silva, e a coordenadora do Centro de Estudos em Gestão de Esporte e Lazer (CEGEL/UESB), Nediana Braga da Silva Souza, que abordaram assuntos como a política racional do esporte, como funciona, financiamentos e a importância da organização dos segmentos através das associações. Também foi discutido sobre a criação do Conselho Municipal de Esportes e o Fundo Municipal, como forma de garantir o desenvolvimento e o apoio às diversas modalidades esportivas.

De acordo com o secretário de Juventude, Esporte e Cultura, Diego Augusto, o evento foi um importante momento para debater, de forma aberta, democrática e participativa, sobre os investimentos e a criação do Sistema, do Conselho Municipal e do Fundo do Esporte para se criar um calendário esportivo contemplando todas as modalidades. Também foi um grande passo para se organizar e mobilizar para a Conferência Municipal de Esportes. No seminário foi aberto o espaço para que os participantes pudessem questionar, propor e contribuir sobre as políticas públicas voltadas para o esporte em Itacaré

O vice-prefeito de Itacaré, Genilson Souza, falou da importância do debate e o do quanto se pode construir através da participação e do apoio dos mais diversos segmentos. Segundo ele, apesar de todas as dificuldades, Itacaré tem investido bastante no esporte, atraindo para a cidade eventos nacionais e até mundiais. Tudo isso sem contar com a garantia de que diversos atletas itacareenses pudessem representar a cidade em eventos estaduais, nacionais e internacionais. (Secom/Itacaré)


A Associação de Surf de Itacaré encerrou no último sábado a primeira fase do Projeto Surfando para o Futuro, uma iniciativa da ASI, com o apoio da Prefeitura de Itacaré, através das secretarias de Educação e de Desenvolvimento Social, que atende a cerca de 40 crianças carentes. O evento aconteceu na Praia de Itacarezinho, num clima de festa e de confraternização, celebrando um ano de um trabalho voltado para o esporte e para o desenvolvimento social e educacional dos alunos envolvidos no projeto.

Como parte do enceramento foi realizado um pequeno campeonato de surf onde todos foram premiados com medalhas para simbolizar o resultado do empenho de cada um. A aluna Maiquele se destacou e mereceu ganhar uma prancha de surf doada pela ASI. A estudante se destacou durante todo o ano por se comportar de forma exemplar, melhorou suas notas escolares e nunca faltou às aulas. A Associação de Surf de Itacaré agradeceu ao prefeito Antônio de Anízio por acreditar e apoiar o projeto e a todos envolvidos nesta iniciativa que busca transformar vidas.

Atualmente cerca de 40 crianças participam do Projeto Surfando para o Futuro, onde os alunos recebem orientações sobre o esporte, mas também o acompanhamento sobre a frequência e o rendimento escolar e discutem sobre a importância do respeito e da convivência familiar. Para fazer parte do projeto é preciso que estejam estudando e tenham um bom rendimento e comportamento.

No projeto também aprendem valores como a disciplina, o respeito, responsabilidade e a necessidade da preservação do meio ambiente. As aulas acontecem sempre às terças-feiras, nos turnos matutino e vespertino, para que todos possam ter a oportunidade de participar. E depois de muito surf, debates de valores e conhecimentos, também há um espaço para o lanche e muitas brincadeiras.


Centenas de crianças dos mais diversos bairros de Itacaré participaram na noite da última sexta-feira da festa de chegada do Expresso Iluminado Águia Branca, um ônibus que está percorrendo a principais cidades do Brasil levando o Papai Noel e muitos brindes para a garotada, A festa, que teve o apoio da Prefeitura de Itacaré, foi realizada na praça São Miguel e contou com brincadeiras, apresentação de dança com o grupo Os Anjinhos e ainda o cantor Miguel Neto.

O grande momento da festa foi a chegada do Expresso Iluminado Águia Branca, com o tradicional Papai Noel. Na praça uma multidão aguardava o bom velhinho para tirar as fotos e receber brindes. De acordo com a equipe da Água Branca, Itacaré foi a cidade que reuniu até agora o maior número de crianças para receber o Papai Noel.

O Natal Iluminado da Viação Águia Branca está circulando por diversas cidades do Brasil. Como parte desse projeto, são três ônibus iluminados com lâmpadas LED e sonorização temática que levam a magia dessa data a diversas cidades. E Itacaré foi uma das escolhidas nesse roteiro para fazer parte da magia do natal. Seguindo a tradição dos cinco anos da ação, um Papai Noel segue a bordo acompanhado de uma equipe que interage, distribui brindes e tira fotos com a população.

O trajeto começou no dia 27 de novembro e viajará pelas principais cidades de atuação da Águia Branca, em 7 estados brasileiros, com encerramento em 17 de dezembro. A previsão é que o #IluminadoÁguiaBranca percorra mais de 100 cidades em 21 dias e distribua 18 mil brindes. Em 2016, o Iluminado Águia Branca percorreu 2.300 km, visitando 53 cidades, em 17 dias de ação e com mais de 14 mil brindes distribuídos.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio considera essa iniciativa como uma ação importante não somente por incluir a cidade no roteiro de visitas, divulgando ainda mais o potencial turístico do município, como também por ajudar a criar ainda mais o clima natalino. E a cidade já vem se preparando para as festividades do natal e ano novo, com a iluminação das ruas, decoração das praças e os preparativos para uma grande festa de virada do ano.


O Conselho Municipal de Turismo de Itacaré realizou ontem, dia (05) reunião plenária ordinária na Pousada Sítio Paraíso, na oportunidade os Conselheiros presentes trataram dos seguintes assuntos conforme ordem do dia: Validação da Oficina de Direcionamento Estratégico do COMTUR (Plano de Ação), Criação da Câmara Técnica Permanente do FUMTUR e de Câmaras Técnicas Temporárias. A reunião foi presidida por Luiz Paulo Herculian – Presidente do COMTUR, e estiveram presentes os Conselheiros: Júlio Oliveira, Marcelo Barros, Alisson Reis, André Ramos, Margarida Claudia, Magno Cruz, Arnaldo Santos, Cristina Borges, Allison Reis, Eugênio Santos, Jarbas Júnior, Diego Augusto e a Secretária Executiva do COMTUR, Patrícia Veras, além de Liane Reis – Presidente do Sindicato Patronal de Itacaré e convidados.

O Presidente do COMTUR apresentou aos presentes os resultados da Oficina de Direcionamento Estratégico realizada pelo SEBRAE no último dia 22 de novembro, onde se definiu a Missão e Visão do COMTUR, além das ações indicadas para um prazo de 01 ano de execução. Ficou definida como Missão do COMTUR – Exercer um papel estratégico na consolidação de Itacaré como um Destino Completo, por meio da cooperação entre todos os atores do Turismo Local e a Visão de Futuro do COMTUR: Até Novembro de 2018, pretende-se que o COMTUR seja reconhecido pela Sociedade como instrumento estratégico para consolidação de Itacaré como um Destino Completo.

Já as ações prioritárias pelos Conselheiros foram as seguintes: 01 – Criação da Câmara Técnica Temporária para tratar do ORDENAMENTO DAS ATIVIDADES TURÍSTICAS, DOS ESPAÇOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO; 02 Criação da Câmara Técnica Temporária de PRODUTOS TURÍSTICOS E PROMOÇÃO; 03 – Criação da Câmara Técnica Temporária de INFRAESTRUTURA DE APOIO AO TURISMO; 04 – Criação da Câmara Técnica Temporária de MONITORAMENTO DO DESTINO, QUALIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS E EQUIPAMENTOS TURÍSTICOS; 05 – Criação da Câmara Técnica Permanente do FUMTUR – FUNDO MUNICIPAL DE TURISMO que tratará sobre receitas para o fundo de turismo, com o objetivo de financiar os projetos para consolidação de Itacaré como destino completo. Os encontros de trabalho das Câmaras Técnicas será abertos ao público e o COMTUR divulgará com antecedência o dia, horário e local das reuniões. Os resultados das discussões tratadas nas Câmaras Técnicas serão apresentadas nas reuniões ordinárias do COMTUR.

O COMTUR foi criado pela Lei Municipal Nº 298 de 31 de julho de 2017 e tem por objetivo principal formular e implementar a Política Municipal de Turismo, visando criar condições para o aperfeiçoamento e o desenvolvimento, em bases sustentáveis, da atividade turística no Município de Itacaré de forma a garantir o bem-estar de seus habitantes e turistas e o resguardo do patrimônio natural e cultural da região.


Se você pretende viajar de avião nos próximos dias, partindo do aeroporto de Ilhéus é bom redobrar a sua paciência. O terminal, que ao troncos e barrancos não consegue atender direito os passageiros que tem, poderá piorar a prestação do serviço com o reforço de voos extras, durante a estação do verão.

Imagine o dobro de pessoas no pequeno saguão, que já ficou obsoleto e sem estrutura adequada para receber a demanda de turistas quem chegam à Ilhéus e migram para cidades próximas, como é o caso de Itacaré e Barra Grande.

A queixa também é geral em relação ao ar condicionado que não dá conta, além do déficit de poltronas, que não garantem conforto para o viajante.O aeroporto de Ilhéus precisa com urgência se reinventar! (Fábio Roberto Notícias)


A cidade de Itacaré ficou sem energia elétrica durante grande parte da noite deste domingo (10) para segunda das 0h até as 6h30.

As interrupções no fornecimento de energia elétrica na cidade já se tornaram constantes e se estendem por várias horas principalmente nos destritos, causando grandes transtornos à população e comércio local.

Segundo uma moradora “é comum acontecer essas quedas de energia em Itacaré, ás vezes cai cinco, seis vezes durante o dia. Qualquer chuva ou vento falta luz, nada muda e ninguém é responsabilizado, e quem fica no prejuízo é sempre o consumidor. Eu já tive uma TV queimada e um freezer.”

“Estamos no início da alta estação quando todos os comerciantes preparam-se para atender à grande demanda gerada pelo turismo, atividade essencial para a economia local. Entendemos que devido a condições metrológicas adversas tenha havido uma interrupção do fornecimento de energia elétrica mas, durante 06 horas é demais”. Comentou um comerciante que não quis se identificar.

Os comerciantes locais sofrem com o estrago dos alimentos perecíveis e a população com os aparelhos de eletrodomésticos queimados e sem ter a quem reclamar.

Com a falta de energia, o sistema de telecomunicação é interrompido. Além da interrupção, a instabilidade na energia também é outra questão que provoca o aborrecimento aos moradores. A insatisfação foi grande, isso sem mencionar os prejuízos com os aparelhos elétricos.