A 2ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT-5) determinou que um funcionário de uma fábrica de chocolate de Ilhéus, no litoral sul do estado, receba indenização por dano moral. Conforme a decisão judicial, o homem deve receber R$ 5 mil por ser tratado de maneira considerada humilhante pelo supervisor, após ser chamado de “preguiçoso”. A empresa Barry Callebaut Brasil ainda pode recorrer da decisão.

Uma testemunha afirmou que o supervisor frequentemente tratava mal os funcionários, e que chamou o auxiliar em questão de “preguiçoso, burro e mangueado”. De acordo com o Correio, a testemunha relatou ainda que o supervisor monitorava no relógio quando alguém ia ao banheiro e dizia: “tá mangueando”. De acordo com a decisão da relatora do TRT5, desembargadora Dalila Andrade, o assédio moral foi verificado através do depoimento da testemunha. Andrade entendeu que o supervisor tratou o funcionário com rigor excessivo, humilhando-o. “Ficou demonstrada uma conduta inadequada e rotineira do gerente, capaz de embasar o pleito indenizatório”, afirma.


A corrida é o esporte escolhido por muitos jovens baianos que estão disputando em Natal (RN), os Jogos Escolares da Juventude, para alunos-atletas de 12 a 17 anos. Do atletismo baiano, 38 pessoas entre meninos e meninas disputando medalhas na competição nacional. As provas, que iniciaram no sábado, 17, seguem até esta terça-feira, 20.

O exemplo de que o esporte é transformador vem de muitas histórias que cada atleta carrega com si. Thiago Fonseca (Instituto Social da Bahia/Salvador), Gustavo Henrique (Colégio Democrata Estadual/Juazeiro), Diogo Almeida (Escola Municipal Padre Edgar dos Santos Torres/Taboquinhas) e Adriano dos Santos (Estadual Walter Brandão/Jaguarari) estão entre as principais esperanças de medalhas no último dia de provas, marcados para esta terça.

Do distrito de Taboquinhas, situado no município de Itacaré, dois atletas são destaques. Évila Michele, 14 anos, que subiu ao pódio na prova dos 1000m rasos, no atletismo, em 2017, chegou como uma das favoritas, mas não conseguiu melhorar sua marca, desta vez correndo na prova dos 800m. Seguindo o exemplo de Évila, Diogo Almeida, 14 anos, busca no esporte o sonho de medalhas e na transformação da vida.

Para ele, o esporte é “a chave para um futuro melhor”. Diogo disputou provas nos 75m, 250m e no revezamento 4x75m. “Sou apaixonado pelo atletismo. Depois de ter tentado outras modalidades, eu percebi que a corrida era minha principal habilidade. Os Jogos Escolares tem sido uma experiência maravilhosa que me faz ter força para continuar treinando firme em busca do meu sonho”, garante.

Os jogos Escolares da Juventude seguem até o próximo domingo (25). Na quarta-feira (21), desembarca na capital Pontiguar os alunos-atletas baianos das modalidades de judô e luta olímpica. Os atletas viajam a Natal com apoio do Governo da Bahia, por meio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). Fonte: Ilhéus 24h.


Após pedido de exoneração do cargo feito pela professora Joselita Santana, em menos de 24h, a Secretaria Municipal de Educação de Itacaré já tem nova titular foi nomeada pelo prefeito a professora Eliane Camargo, natural de Itacaré e professora da rede estadual de ensino há mais de 20 anos, tendo exercido o cargo de diretora do Colégio Estadual Padre Luiz Palmeira, em Ilhéus, e vice-diretora do Colégio Estadual Luiz Eduardo Magalhães. É graduada em matemática com especializações e pós-graduação em diversos cursos de gestão escolar. Coordenou ainda importantes projetos voltados para a educação e cultura.

Professora Joselita Santana.

No pedido de exoneração, a professora Joselita Santana agradeceu ao prefeito pela oportunidade e confiança e destacou que o cargo foi acima de tudo um momento de aprendizagem para que pudesse se aprofundar e conhecer ainda mais a educação. Também se colocou à disposição para continuar contribuindo com a educação no município. Já a professora Eliane Camargo falou dos desafios que terá pela frente e defendeu a união de todas as secretarias e principalmente dos diretores e da comunidade escolar para que possam ser desenvolvidos, implementados e realizados, de forma conjunta e com a participação de todos, importantes projetos na área da educação.


Com vários veículos abandonados e muito deles degradados pelo tempo, o patio, que fica nos fundos da Delegacia desativada em Itacaré, localizada na Rua Nova Conquista, 114, Centro, virou motivo de indignação para os moradores dos arredores.Os veículos viraram moradia de animais ou criadouro de mosquito transmissor da dengue ou do zika vírus com o passar do tempo.

Em conversa com nossa reportagem, um servidor publico que pediu para não ser identificado, que vive nas proximidades da delegacia há 15 anos, informou que já perdeu até a esperança de ver os os veículos fora do local. Segundo ele, os moradores chegaram a se reunir para fazer uma manifestação na Câmara para pedir providência, mas não foi a frente.


A Prefeitura de Itacaré, através das secretarias municipais de Turismo e de Finanças, está realizando o novo recadastramento para os ambulantes que trabalham nas praias urbanas do município. O recadastramento pode ser feito até o dia 28 de novembro e é válido apenas para os ambulantes cadastrados em 2017.

As vagas são limitadas, sendo permitidas apenas 150 renovações para o período de 01 de janeiro de 2019 até 31 de dezembro de 2019. Caso não seja atingido o número de 150 renovações, serão abertas vagas para novos cadastramentos. A renovação acontecerá na Secretaria Municipal de Turismo, situada na Passarela da Villa, Galeria Solar, 1º Andar, Rua Lodônio Almeida, de segunda-feira à sexta-feira, das 08 às 13 horas.

Para fazer o cadastramento o ambulante deverá apresentar os seguintes documentos: CPF e RG, comprovante de residência e certidão de antecedentes criminais. O cadastramento tem como objetivo garantir uma melhor organização do segmento dos ambulantes, valorizar esses profissionais que atual com higiene e dentro dos requisitos legais, devidamente cadastrados e identificados, além de oferecer aos consumidores a certeza de produtos de melhor qualidade.


O Corpo de Bombeiros faz buscas por um adolescente de 17 anos que se afogou na praia de Algodões, na Península de Maraú, neste domingo (18). As buscas devem ser retomadas na manhã desta segunda. O menor de iniciais A. A é estudante e morador da cidade de Ubaitaba. Segundo informações, a suspeita é que o jovem tenha se afogado após ser puxado por uma correnteza.

O tio do jovem tentou salvá-lo, mas também teria começado a se afogar e a vitima acabou se soltando. Populares conseguiram puxar o tio, mas não conseguiram salvar o menor. O corpo de Bombeiros de Ilhéus, foi acionado e chegou no fim de tarde, realizou vários mergulhos para tentar localizar o corpo do jovem, mas sem sucesso. Essa foi a terceira morte registrada este ano na península de Maraú causada por afogamentos. (Barra Grande 24h)


Na Bahia, em média 60 mil famílias convivem com o vírus. O estado, com 1,8 mil diagnósticos entre 2012 e 2017 – o equivalente a cinco casos por semana – apresenta a maior incidência do país. As mulheres correspondem a 74,2% das infecções por HTLV de 2012 a 2017, segundo cálculo da Secretaria de Saúde da Bahia. Em 2015, a porcentagem atingiu os 77%. As razões para maior incidência na parcela feminina são explicadas pelas próprias características do vírus, acreditam especialistas ouvidos pela reportagem, e pelos meios de transmissão. O aleitamento materno, mostra a Sesab, tem sido a principal via de infecção na Bahia. O índice de infecção de mães infectadas para os bebês ocorre em até 30% dos casos, estima a Sesab. Acredita-se que o HTLV tenha desembarcado no Brasil direto de navios negreiros saídos da África Ocidental, de onde foram retirados à força a maioria dos escravizados. Hoje, as pesquisas são categorias ao afirmar: onde houve grande incidência de tráfico de escravos, é superior a presença do vírus. É um dos porquês de a Bahia ser considerado o local com maior número absoluto de portadores de HTLV, seguido do Maranhão. Nos centros urbanos brasileiros, a infecção é estimada em menos de 1%, taxa que cresce para 1,8% na Bahia. Até hoje, são mais infectados negros em condição de vulnerabilidade social, de acordo com a Sesab. (Correio)